Dígito adicional nos celulares de DDD 11 começam a valer no próximo domingo

Está chegando a hora: neste domingo, 29 de julho de 2012, os telefones celulares com DDD 11, correspondente à capital paulista e a outras cidades da região, passarão a contar com o dígito 9 à esquerda de cada número. Desta forma, o telefone 8765-4321, por exemplo, passará a ser 98765-4321.

Dígito adicional em São Paulo

A decisão foi anunciada oficialmente pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) no início de 2012, apesar de as primeiras notícias sobre o assunto terem surgido em dezembro de 2010. Trata-se de um plano para evitar o esgotamento da quantidade de números disponíveis.

Não é difícil entender: o Brasil fechou o primeiro semestre de 2012 com mais de 256 milhões de linhas móveis em uso. Boa parte desta quantidade, cerca de 63 milhões de celulares, se refere ao estado de São Paulo, sendo mais da metade apenas na capital e na região metropolitana.

A oferta abundante de “chips” pré-pagos pelas operadoras e as vendas de modems 3G estão entre os fatores que colaboram para a quantidade gigantesca de números em uso e com a consequente quase escassez destes no DDD 11. A Anatel chegou inclusive a considerar a possibilidade de implementar um novo DDD (10) na região, mas a ideia não foi bem recebida nas consultas públicas promovidas pela entidade.

A expectativa é a de que o dígito adicional permita a habilitação de até 370 milhões de linhas móveis com DDD 11, resolvendo – pelo menos por alguns anos – o risco de esgotamento de números. Por ora, não há qualquer previsão para que a iniciativa seja implementada em outros DDDs.

Mudanças como esta não acontecem isentas de “dores de cabeça”, é claro. Levaremos algum para nos acostumarmos com a ideia e ainda teremos que atualizar a nossa agenda telefônica. Felizmente, para quem possui muitos contatos com DDD 11, há vários aplicativos que ajudam nesta tarefa. Eis alguns:

  • Agenda Fix: para iOS e Android, com preços de 0,99 dólar e 2 reais, respectivamente;
  • 9Digito: para iOS e Android, com preços de 0,99 dólar e 2 reais, respectivamente;
  • nonoDígito: para iOS e Android, gratuito.

Estes e outros softwares do tipo alteram apenas os números móveis de São Paulo, desconsiderando os telefones fixos, por exemplo. De qualquer forma, é bom se precaver: faça backup da agenda antes de efetuar as modificações e, se o aplicativo oferecer esta opção, programe a mudança para o dia 29; se não, só o execute neste dia ou depois, já que antes disso você certamente terá dificuldades para fazer chamadas para números com DDD 11.

Após o dia 29, os números que passarem pela alteração continuarão recebendo ligações no formato antigo, mas apenas por algum tempo. Durante este período, as chamadas serão precedidas de avisos gravados para orientar os usuários sobre a nova numeração.

Update (26/07/2012 – 18h24): após a publicação deste post, o Alexandre Fugita entrou em contato para apresentar o aplicativo 9 Dígitos, outra opção deveras interessante para quem necessita atualizar a agenda do aparelho após a mudança. O programa está disponível para iOS e também custa 0,99 dólar 😉

Emerson Alecrim