Widevine e Phonetic Arts, as novas aquisições do Google

A sacola de compras do Google atacou novamente: Widevine e Phonetic Arts são as empresas que a maior companhia de buscas do mundo acaba de adquirir. Novamente, a intenção do Google com essas aquisições é a de adicionar tecnologias aos seus produtos e serviços.

A Widevine é uma empresa especializada em transmissão de vídeos pela internet (streaming) para várias plataformas, com o diferencial de realizar essa tarefa de maneira otimizada em relação à largura de banda da conexão do usuário e de utilizar criptografia, o que ajuda a evitar o desvio indevido de conteúdo (mais precisamente, pirataria). É possível que essa tecnologia seja integrada tanto ao YouTube quanto ao Google TV.

A Phonetic Arts, por sua vez, tem uma tecnologia mais inusitada: é capaz de reconhecer e sintetizar vozes com base em amostras de uma gravação. Trata-se de um recurso particularmente útil em jogos, mas o Google poderá utilizá-lo em várias aplicações, como Google Talk e Google Voice Search, por exemplo.

Como de costume, nem o Google, nem as empresas adquiridas informaram os valores envolvidos nas negociações.

Referências: Official Google Blog [1], [2].

Um comentário em “Widevine e Phonetic Arts, as novas aquisições do Google”

Os comentários estão fechados.