NIC.br: resolução de DNS deve ficar mais rápida e segura no Brasil

Graças a um trabalho de cooperação entre o NIC.br (Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR) e a ICAAN (Assigned Names and Numbers), o uso da internet deve ficar mais rápido e seguro no Brasil: desde o último dia 11, quatorze novas cópias do servidor L estão em operação no país.

Para quem não sabe, L é a denominação dada a um dos treze servidores-raiz responsáveis pela resolução de DNS da internet. É graças a este trabalho que o seu computador consegue localizar o servidor de um site quando você digita seu endereço no navegador, como www.infowester.com ou www.facebook.com.

Destes treze servidores, dez estão localizados nos Estados Unidos, dois na Europa (Estocolmo e Amsterdam) e um na Ásia (Tóquio). Como você ter notado, o Brasil não possui nenhum deles, por outro lado, conta com servidores “anycast”, ou seja, cópias dos servidores principais.

Com estas cópias, as solicitações de resolução de DNS no país são atendidas de maneira localizada, resultando em menos custos e maior rapidez, já que os servidores anycast assumem este trabalho. Com os novos servidores, o processo ficará não só mais ágil, como também mais seguro: “essa nova infraestrutura diminui o tempo de resposta para domínios de todo o mundo no Brasil, mas seu impacto mais relevante é o grande aumento na segurança, ao distribuir a conectividade internacional para o serviço de resolução de nomes junto à raiz da internet dentro do país e de forma independente”, explica Frederico Neves, diretor de serviços e tecnologia do NIC.br.

De acordo com a entidade, os quatorze novos servidores funcionam em Pontos de Troca de Tráfego no Brasil (PTTMetro) instalados nas seguintes cidades: Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Londrina, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, São José dos Campos, Belém e Natal. Esta distribuição beneficia toda as regiões do país.