Perda de mercado da RIM, fabricante da linha BlackBerry, chega a níveis alarmantes

Em um passado recente, aparelhos da linha BlackBerry, da RIM (Research In Motion), eram o que havia de mais interessante para o segmento móvel corporativo, especialmente nos Estados Unidos. Mas esta situação está se deteriorando e de maneira rápida: nesta quinta-feira (15/09/2011), a RIM divulgou os resultados financeiros de seu último trimestre fiscal, com as informações não sendo nada boas.

No referido trimestre, encerrado no final de agosto (2011), a companhia amargou queda de 15% em sua receita, reduzindo ainda mais sua previsão de lucro anual, que inclusive já havia sido rebaixada anteriormente. Do penúltimo para o último trimestre fiscal, a companhia viu sua receita cair de 4,9 bilhões de dólares para cerca de 4,2 bilhões.

O principal problema está na perda de mercado para as plataformas Android e iOS (Apple). A RIM continua lançando aparelhos novos e até atualizando a plataforma BlackBerry, mas já não consegue se mostrar tão interessante aos olhos dos consumidores. Um dos produtos que que mais estão decepcionando é o tablet PlayBook: a RIM vendeu apenas 200 mil unidades do aparelho no último trimestre, menos da metade do previsto. Para efeitos comparativos, a Apple comercializa cerca de 200 mil iPads a cada dois dias.

BlackBerry PlayBook – Imagem por RIM

PlayBook, um fracasso em vendas – Imagem por RIM

Para piorar, a diminuição de sua participação no mercado norte-americano aparentemente está se expandindo para outros países, colocando a empresa em uma situação bastante delicada. O reflexo disso está no comportamento dos investidores: na manhã de hoje (16/09/2011), as ações da RIM chegaram a cair quase 20%.

Referências: The Wall Street Journal, IT World Canada.