Comissão Europeia multa fabricantes de memória por formação de cartel

Módulo de memóriaA Comissão Europeia anunciou a aplicação de um total de 331 milhões de euros em multas a nove fabricantes de chips de memória RAM: Elpida, Hitachi, Hynix, Infineon, Mitsubishi, Nanya, NEC, Samsung e Toshiba. O motivo? Formação de cartel, isto é, a prática anticompetitiva de combinação de preços. A empresa Micron também está envolvida no caso, mas não foi multada por ter informado a existência do cartel à Comissão Europeia em 2002.

A coreana Samsung foi a mais penalizada e terá que pagar nada menos que 145 milhões de euros de multa. Para definir o valor da punição para cada fabricante, A Comissão Europeia levou em consideração parâmetros como volume de vendas nos países da União Europeia, alcance geográfico e natureza da infração. As multas só não foram maiores porque a Comissão Europeia concedeu desconto de 10% às companhias que reconhecessem seu envolvimento no caso, o que foi feito por todas.

O cartel teria funcionado entre julho de 1998 e junho de 2002, e envolveu a troca sigilosa de informações entre as empresas mencionadas para “equilibrar” preços de memórias RAM que seriam comercializadas para fabricantes de PCs e servidores.

Referências: BBC News, ELPAÍS.com.

2 comentários em “Comissão Europeia multa fabricantes de memória por formação de cartel”

  1. O que está acontecendo de novo faz um ano e nada acontece.
    Um pente de 2GB DDR2 800 foi de R$50.00 de custo em um distribuidor para R$120.00… Absurdo.

Os comentários estão fechados.