Brasil: banda larga móvel ultrapassa número de conexões fixas

Imagem ilustrativa: modem 3G HuaweiUm relatório divulgado pela fabricante de equipamentos para telecomunicações Huawei em parceria com a consultoria Teleco mostra que o número de conexões banda larga à internet via dispositivos móveis no Brasil superou, pela primeira vez, a quantidade de acessos via tecnologias fixas (fibra óptica e ADSL, por exemplo).

De acordo com o documento, o Brasil registrou no primeiro trimestre de 2010 cerca de 11,9 milhões de conexões banda larga à internet por modalidades móveis, contra 11,8 milhões via tecnologias fixas. Só nos primeiros três meses do ano foram registrados nada menos que 4,9 milhões de novos acessos móveis no país, o que indica que esses números devem estar muito maiores atualmente.

Tal feito se deve, principalmente, ao crescimento do número de telefones celulares com suporte a redes 3G no Brasil, além, é claro, da constante oferta de modems 3G, dispositivos que foram responsáveis por mais de 3,2 milhões de conexões banda larga móvel nos primeiros meses do ano. De acordo com a Teleco, o número total de acessos móveis no país deve ultrapassar a casa dos 60 milhões em 2014.

Todos esses números podem até ser animadores, mas infelizmente estão abaixo da média mundial. O principal motivo para isso é o preço elevado dos serviços 3G no Brasil, sem contar, é claro, a cobertura pequena dessas redes: no primeiro trimestre de 2010, apenas 13% dos municípios brasileiros contavam com oferta de banda larga móvel.

O relatório completo pode ser encontrado no site da Huawei.