Jogador de World of Warcraft mobiliza a polícia após ameaça de suicídio

Um jovem espanhol de 19 anos fez várias autoridades policiais lutarem contra o tempo para localizá-lo. Após ficar 14 horas ininterruptas jogando World of Warcraft, e ter sofrido uma decepção no jogo, o rapaz informou em um chat que iria se suicidar. Imediatamente, um representante da Blizzard, empresa responsável pelo jogo, entrou em contato com a polícia para comunicar o ocorrido. Começava aí, uma batalha que ldurou três horas.

O jogador fez um pedido a um “mestre do jogo” para seguir no game, mas obteve uma resposta negativa. Desesperado, anunciou em um chat do World of Warcraft que ia se matar. Sem saber se a ameaça era séria ou não, a Blizzard comunicou o ocorrido à polícia, mas só pode fornecer o nick (nome de usuário) do rapaz. Com essa informação, as autoridades conseguiram descobrir o endereço IP do acesso à internet do jogador e, logo, constataram que a conexão era feita de León, na Espanha.

A polícia de León foi avisada em seguida, e as autoridades pediram a localização da conexão à empresa de telefonia local, que atendeu à solicitação com o máximo de urgência. Tempos depois, um grupo de agentes policiais chegou à residência do rapaz, sendo recepcionado por seu pai, que demonstrava surpresa e desespero.

O jovem estava bem, não havia se matado, mas seu pai confirmou que o filho havia ficado muito transtornado e que realmente cogitou o suicídio, o que o fez pedir orientação aos policiais sobre como proceder. O rapaz, no entanto, deve ter ficado muito surpreso ao ver a polícia na porta de sua casa três horas depois de sua ameaça.

Espera-se que isso o faça medir as conseqüências de seus atos e entender que um jogo serve para ser jogado, não vivido.

Referência: ABC.es.

Emerson Alecrim