Foto de um OVNI: prova que ter sempre uma câmera por perto vale a pena

Quando eu saio de casa, prefiro levar o mínimo de objetos possível. No máximo, carteira, celular e MP3-player. Nem guarda-chuva eu levo, mesmo quando ameaça chover. Mas não é de hoje que eu descobri que é bom levar mais um objeto comigo: uma câmera digital, afinal, mais de uma vez eu presenciei algo interessante e fiquei frustrado por não ter registrado com uma foto…

O problema é que levar câmera digital no bolso não dá, então uni o útil ao agradável ao útil: recentemente, comprei um telefone celular com uma câmera de qualidade aceitável (não vou falar o modelo para não parecer que é um texto patrocinado). Foi a melhor coisa que fiz! Ontem, à tarde, estava no centro de São Paulo e, do nada, um monte de pessoas começou a olhar para o céu: tinha um “troço” no ar fazendo movimentos rápidos em “ziguezague”. Na hora, saquei o meu celular e tirei uma foto. Não ficou com a melhor das qualidades, mas dá para ver razoavelmente bem:


[Clique na imagem para ampliar]

Esse “troço” sumiu rápido e deixou todo mundo ali se fazendo a mesma pergunta: será mesmo que não estamos sozinhos no Universo? o.O

Eu não sei se isso é um ET, se é algum tipo de balão (eu acho que não, pois se movia muito rápido), se é algum artefato militar, se é alguma invenção para tirar fotos para o Google Earth, enfim, só sei que, a partir de agora, não saio mais de casa sem meu celular ou uma câmera digital. Registrar coisas inusitadas não tem preço 😉

Emerson Alecrim

PS: de fato, essa notícia foi uma brincadeira de 1º de abril. Meus pêsames a quem não percebeu 🙂