Tome muito cuidado ao procurar emprego na internet

Golpes do falso emprego propagados por WhatsApp, Facebook e afins só aumentam

O tão sonhado registro em carteira faz muita gente recorrer à internet para encontrar emprego, um caminho bastante prático para os dias atuais. Mas é preciso cuidado: o número de vagas falsas ou duvidosas divulgadas em plataformas como Facebook, WhatsApp e YouTube não para de crescer.

Se até um passado não muito distante as empresas anunciavam postos de trabalho em jornais, cartazes ou agências de emprego, hoje elas têm a praticidade de comunicar a abertura de vagas nas redes sociais, sites próprios ou serviços online de recrutamento.

Para quem busca colocação — ou recolocação profissional —, a internet também traz vantagens: é possível candidatar-se a vagas facilmente e encontrar oportunidades com agilidade.

Laptop, papel, homem trabalho - imagem ilustrativa por Piqsels

Mas essa mudança no mercado de trabalho não passou despercebida pelo olhar de oportunistas. Indivíduos mal-intencionados encontraram na internet o ambiente perfeito para propagar vagas de emprego ou oportunidades de trabalho questionáveis ou que sequer existem.

Páginas ou grupos no Facebook, correntes no WhatsApp, perfis no Twitter e até vídeos no YouTube são cada vez mais usados para atrair pessoas que tentam — às vezes, desesperadamente — encontrar trabalho.

A crise econômica que paira sobre o Brasil afeta sobretudo jovens que buscam o primeiro emprego ou trabalhadores que ficaram desempregados de uma hora para outra e agora enfrentam dificuldades para conseguir novas oportunidades.

Esses grupos são os principais alvos das falsas vagas de emprego. No desespero para conseguir trabalho, um número grande de pessoas acaba não percebendo que, na verdade, está diante de tentativas de golpes (como phishing) que direcionam para vagas inexistentes ou fraudes que podem causar grande prejuízo, tanto financeiro quanto moral.

Por esse motivo, no momento de se candidatar a uma vaga, é preciso analisar a oferta com calma e não tomar nenhuma decisão no calor do momento.

Como saber se uma vaga de emprego é falsa?

Eu já elaborei um guia para evitar o golpe do falso emprego (recomendo que você reserve um tempo para ler esse material ou o indique a pessoas próximas), mas aqui vão algumas orientações importantes:

  • Oportunidades falsas podem usar o nome de empresas muito conhecidas, como redes de supermercado e lojas de departamento, e oferecerem grande número de vagas (por exemplo, “temos 115 vagas na sua região”);
  • A mensagem pode ter um pedido para que você compartilhe as vagas para o maior número possível de pessoas (muito comum em ofertas divulgadas pelo WhatsApp);
  • O anúncio tenta despertar um senso de urgência em você dizendo, por exemplo, que há poucas vagas restantes ou que a seleção terminará em breve;
  • Se ao buscar mais informações sobre a vaga você descobrir que precisa pagar por cursos, certificados, serviços (como análise de currículo), entre outros, desconfie na hora: você não tem que pagar por nada para ficar com a vaga;
  • Cuidado com ofertas do tipo “ganhe X reais por mês sem sair de casa” ou “trabalhe apenas 4 horas por dia”. Frequentemente, esses anúncios tentam, na verdade, vender ebooks e cursos ou te convencer a comercializar produtos duvidosos.

Se informe antes de se candidatar a uma vaga

Ao encontrar ou receber uma oferta de trabalho, não responda de imediato e tente se informar a respeito antes de tomar uma decisão. Você pode começar pesquisando pelo nome da empresa que aparece na vaga.

Escritório vazio - imagem ilustrativa por Wikimedia

Se a empresa é conhecida, vale a pena entrar em contato com ela para confirmar a existência da oportunidade. Para isso, busque o número de telefone, o e-mail do RH ou os canais oficiais da companhia nas redes sociais, por exemplo.

Pedir a opinião de pessoas mais experientes (por exemplo, um professor da faculdade ou um conhecido que já trabalha na área) é outra dica. Eventualmente, elas podem encontrar detalhes estranhos na proposta de emprego que você não percebeu.

Também tenha em mente que não existe garantia de emprego: uma empresa séria só irá te contratar depois de analisar o seu currículo e te entrevistar, afinal, ela precisa saber se você tem aptidão para o cargo.

Por isso, desconfie sempre de promessas mirabolantes, cobranças de taxas, ofertas que pedem para você compartilhar a vaga com outras pessoas e propostas com teor de urgência.

Sobretudo, tente manter a calma: se candidatar desesperadamente a tudo o que é proposta de trabalho que aparece na sua frente sem se cercar de cuidados pode piorar uma situação que já está difícil.

Emerson Alecrim