Google compra DoubleClick, e a Microsoft reage

Se você ainda não sabia, saiba agora: a Microsoft vinha anunciando seu interesse pela DoubleClick, uma tradicional e valiosa empresa de publicidade na internet. A companhia também passou a ser visada pela AOL, pelo Yahoo! e pelo Google, que acabou vencendo a disputa após oferecer cerca de 3,1 bilhões de dólares pela gigante dos anúncios.

Até o momento, essa é a aquisição mais cara do Google, vencendo até mesmo o YouTube, que foi comprado em outubro de 2006 por cerca de 1,7 bilhão de dólares. É claro que a venda da DoubleClick ao Google foi mais um golpe bem dado no estômago da Microsoft, e a empresa decidiu reagir.

De acordo com esta nota publicada no site da Microsoft, a companhia manifestou sua preocupação com o negócio, visto que, segundo ela, o Google passa a ter com a aquisição controle de grande parte do conteúdo publicitário da Web, o que pode ser entendido como monopólio. A empresa de Bill Gates também mencionou sua preocupação com as questões de privacidade, já que o Google terá acesso a uma infinidade de informações sobre clientes e usuários.

Em resumo, o que a Microsoft (e outras empresas, como Yahoo! e AT&T) quer com esse anúncio é fazer com as entidades de controle anti-monopólio se apressem em analisar a compra da DoubleClick pelo Google. Logo quem falando de monopólio, não? No fundo, o que a Microsoft está fazendo é gritar bem alto para alguém segurar o Google…

Referências: Google Press Center e Microsoft Presspass.

Emerson Alecrim





  • A empresa de Bill Gates também mencionou sua preocupação com as questões de privacidade, já que o Google terá acesso a uma infinidade de informações sobre clientes e usuários.

    Como se caso a MS tivesse comprado a DoubleClick, ninguém precisasse se preocupar com ela tendo acesso à essas informações…

  • Realmente é preocupante, fato. Mas a Microsoft, dada sua forma pouco ética de lidar com outras empresas e consumidores, é bem pior. Mas o fato de haver um pior não “inocenta” o outro.

    Mas a Microsoft vir falar dessa preocupação é a mais pura e descarada hipocrisia…

  • Emerson Alecrim

    Pois é, Claudio e Bardo. É claro que qualquer coisa que se aproxime de um monopólio é preocupante, mas eu acho que, no caso dessa aquisição, as empresas envolvidas estão agindo como má perdedoras. Conheço pouco do mercado publicitário na internet, mas não creio que teremos uma situação de monopólio, pois o Yahoo!, a Microsoft e outras empresas têm condições de concorrer em pé de igualdade. A internet é uma mídia nova, ainda tem muito espaço a ser explorado, mas é preciso saber como fazer isso e, até agora, só o Google tem mostrado essa habilidade. Abraços!

  • Pingback: WektaBlog » Adobe vs. Microsoft | Microsoft vs. Google()