Google compra DoubleClick, e a Microsoft reage

Se você ainda não sabia, saiba agora: a Microsoft vinha anunciando seu interesse pela DoubleClick, uma tradicional e valiosa empresa de publicidade na internet. A companhia também passou a ser visada pela AOL, pelo Yahoo! e pelo Google, que acabou vencendo a disputa após oferecer cerca de 3,1 bilhões de dólares pela gigante dos anúncios.

Até o momento, essa é a aquisição mais cara do Google, vencendo até mesmo o YouTube, que foi comprado em outubro de 2006 por cerca de 1,7 bilhão de dólares. É claro que a venda da DoubleClick ao Google foi mais um golpe bem dado no estômago da Microsoft, e a empresa decidiu reagir.

De acordo com esta nota publicada no site da Microsoft, a companhia manifestou sua preocupação com o negócio, visto que, segundo ela, o Google passa a ter com a aquisição controle de grande parte do conteúdo publicitário da Web, o que pode ser entendido como monopólio. A empresa de Bill Gates também mencionou sua preocupação com as questões de privacidade, já que o Google terá acesso a uma infinidade de informações sobre clientes e usuários.

Em resumo, o que a Microsoft (e outras empresas, como Yahoo! e AT&T) quer com esse anúncio é fazer com as entidades de controle anti-monopólio se apressem em analisar a compra da DoubleClick pelo Google. Logo quem falando de monopólio, não? No fundo, o que a Microsoft está fazendo é gritar bem alto para alguém segurar o Google…

Referências: Google Press Center e Microsoft Presspass.

Emerson Alecrim