Cuidado com as senhas óbvias

SenhaNesse nosso mundo de tecnologia e informação, somos acompanhados de alguns “males necessários”. Um deles atende pelo nome de ‘senha’ ou, em inglês, password. Pare por apenas cinco segundos e tente se lembrar de todas as senhas que você utiliza. Pense nas senhas que você usa em seu banco, no trabalho, em seus e-mails, nas suas compras on-line, etc. É muita coisa, não?

O problema dessa exigência por senhas é que vivemos cercados por ciladas: você não pode, por exemplo, usar uma única senha para tudo, do contrário, se alguém descobrir a combinação, terá acesso a informações de todos os serviços que você utiliza. Além disso, determinadas senhas, como as dos bancos, precisam ser criadas obedecendo determinadas regras. A questão é que ninguém consegue guardar tantas combinações sem se confundir ou, no pior dos casos, esquecê-las.

Por causa disso, muita gente prefere utilizar senhas fáceis de lembrar. Boa parte dessas pessoas sequer entende a necessidade de criar uma boa combinação, afinal, utiliza senha apenas porque é obrigatório. Prova disso é um levantamento feito pela revista PC Magazine que lista as dez senhas mais usadas pelas pessoas. Confira:

1 – password
2 – 123456
3 – querty
4 – abc123
5 – letmein
6 – monkey
7 – myspace1
8 – password1
9 – link182
10 – seu primeiro nome

O pior é que concordo com quase todos os itens dessa lista. As cinco primeiras senhas eu já cansei de ver. No caso do Brasil, coloque a palavra “senha” no lugar de “password” (apesar de que há brasileiros que também utilizam o termo em inglês). Também é comum encontrar como senha nomes e sobrenomes ou variações disso, como a denominação de uma empresa, de um produto ou de um departamento.

Quando uma pessoa é chamada para descobrir senhas (seja lá por qual motivo), geralmente, a primeira coisa que tenta são as combinações comuns (como as mencionadas nessa lista), pois sabe que muita gente utiliza seqüências fáceis. Eu sei, por experiência própria, que boa parte das tentativas funciona, poupando o “descobridor” do trabalho de usar recursos mais sofisticados.

Por mais trabalhoso que seja, é importantíssimo ser cuidadoso com suas senhas. Evite combinações óbvias, crie um padrão de senhas que só você entenda ou que outra pessoa tenha dificuldade em compreender. As dicas nesta página podem ajudar nessa tarefa. Além disso, evite usar a mesma senha para todos os serviços, e mude-as regularmente. Você pode fazer isso a cada três meses, por exemplo.

Só não deixe de dedicar algum tempo a esse assunto. Suas informações têm valor, portanto, cuide bem delas, tal como você cuida de seus patrimônios. Utilizar suas senhas de maneira adequada é um bom começo para isso.

Emerson Alecrim





  • Caramba, o 111111 que eu usei como senha de root por tanto tempo não tá na lista.

  • Emerson Alecrim

    Hehehehe… Até para criar senhas você tem preguiça, Wilerson?

  • Senha de root para computador que entrava na internet via modem? Tenho preguiça, sim.