Com Editions, Google quer vender e-books

Ícone e-booksO mercado de e-books parece ser mesmo promissor. Prova disso é uma recente matéria do The Wall Street Journal que anuncia o Google Editions, serviço de vendas de livros digitais do maior buscador do mundo que deve começar a funcionar no início do segundo semestre de 2010.

Ainda há poucos detalhes sobre o projeto, mas sabe-se que o Google quer oferecer obras para as mais diversas plataformas, isto é, não privilegiará só o Kindle ou só o iPad, por exemplo. Assim, até mesmo um usuário que só utiliza PCs poderá ler os e-books oferecidos pelo serviço.

O interessante é que o Google também permitirá a criação de canais de vendas de “afiliados”, o que significa que terceiros poderão criar lojas on-line baseadas no Google Editions e poderão compartilhar os lucros. Essa novidade poderá atrair sites de comércio eletrônico já existentes que não querem ou não podem investir em um sistema próprio de venda de e-books.

É claro que o Google também irá compartilhar a receita obtida com as editoras, afinal, certamente não está disposta a encarar mais processos judiciais envolvendo direitos autoriais. Para isso, oferecerá parcerias com as editoras e permitirá inclusive que as de menor porte participem da iniciativa.

As parcerias também preveem o pagamento de indenizações cujo montante poderá chegar a 45 milhões de dólares para compensar obras digitalizadas pelo Google sem autorização das editoras. No entanto, as partes envolvidas ainda esperam uma aprovação judicial para colocar esses acordos em prática.

Referências: The Wall Street Journal, AFP.