Umberto Eco: “o homem é o maior inimigo dos livros, não a internet”

“Os inimigos dos livros são principalmente os homens, que os queimam, os censuram, os confinam em bibliotecas inacessíveis e condenam à morte aqueles que os escreveram, e não a internet e outras criações, como se pensa. (…) A internet ensina os jovens a ler e serve para vender um monte de livros”.

Palavras de Umberto Eco, renomado filósofo e escritor italiano, em recente entrevista ao jornal La Stampa.

Referência: La Información.

Emerson Alecrim





Nenhum comentário

Comentários encerrados.