Reprodutores de CD estão com os dias contados nos automóveis?

Painel FordPode-se dizer que sim. Não vai ser da noite para o dia, mas as montadoras já estão trabalhando em tecnologias que tornarão o hábito de ouvir música no carro mais interessante e, como consequência, o já tradicional “toca-CDs” será coisa do passado. Uma das empresas que estão levando esse assunto bastante a sério é a Ford.

Recentemente, a montadora norte-americana anunciou que o modelo Ford Focus será o primeiro de sua linha a não contar com CD-Player, a não ser que o cliente solicite. Para ouvir seu acervo de músicas, o usuário poderá utilizar um pendrive, um cartão SD ou conectar o seu reprodutor de áudio – como um iPod – ao veículo por Bluetooth ou mesmo por cabo USB, coisa que aliás já fazemos atualmente, não é mesmo?

Mas não é só isso, não. O “pulo do gato”, no caso da Ford, é a tecnologia Sync, que foi mostrada no evento CeBIT, em março deste ano. Não é algo necessariamente novo: a ideia é a de que o usuário possa, por meio de uma conexão Bluetooth ou semelhante, utilizar alguns recursos do seu telefone celular diretamente do painel do carro. Assim, o motorista pode, por exemplo, atender a uma chamada sem tirar as mãos do volante ou mesmo ouvir as músicas armazenadas no aparelho.

Porém, a intenção é a de ir ainda mais longe: por meio da tecnologia Sync, o usuário poderá escutar músicas a partir de serviços como iCloud e Spotify. Não seria bacana poder acessar a música que você quiser no carro a partir das nuvens?

É claro, ainda falta muito para esse cenário se tornar rotina para a maioria dos mortais, especialmente no Brasil, afinal, teríamos que ter boas e baratas conexões móveis à internet, coisa que por aqui ainda não passa de sonho. Mas, sendo otimista, quem sabe tenhamos alguma avanço nesse sentido daqui a uns 5 ou 6 anos, quem sabe…

Referências: DailyTech, AM Online.

Emerson Alecrim