Guerra dos browsers: qual navegador é mais utilizado em cada continente?

29 Flares 29 Flares ×

Depois do sistema operacional, os navegadores são, provavelmente, o software mais importante de nossos computadores, afinal, são a nossa principal principal “interface” com a internet. A consequência é uma “guerra” neste segmento. Prova disso é que a Pingdom resolveu analisar os dados coletados neste mês (abril de 2012) para saber quais os navegadores mais utilizados em cada continente. O resultado aparece no gráfico abaixo:

Os browsers mais usados por continente

  • América do Norte:
    1. Internet Explorer: 40,4%;
    2. Chrome: 24,1%;
    3. Firefox: 21%.
  • América do Sul:
    1. Chrome: 48%;
    2. Internet Explorer: 28,9%;
    3. Firefox: 20,8%.
  • Europa:
    1. Firefox: 30,6%;
    2. Internet Explorer: 29,2%;
    3. Chrome: 29,1%.
  • África:
    1. Firefox: 39,5%;
    2. Chrome: 29,3%;
    3. Internet Explorer: 25,7%.
  • Ásia:
    1. Chrome: 36,4%;
    2. Internet Explorer: 33,9%;
    3. Firefox: 24,3%.
  • Oceania:
    1. Internet Explorer: 35,5%;
    2. Chrome: 24,8%;
    3. Firefox: 22,6%.

Como é possível perceber, não há uniformidade, cada região possui uma preferência. O Internet Explorer, que em um passado recente praticamente “monopolizava” o mercado, aparece na liderança apenas na América do Norte e na Oceania. O Firefox, que foi o principal responsável pela derrocada do Internet Explorer, hoje se mostra mais enfraquecido, liderando apenas na África e na Europa, neste último como uma diferença muito pequena em relação aos concorrentes.

O Chrome, o caçula dos top browsers, é o que se mostra mesmo como a bola da vez. Lidera na América do Sul com quase metade do mercado, assim como na Ásia, embora neste último conte apenas com uma ligeira folga em relação ao segundo colocado, o Internet Explorer. Outro detalhe que chama a atenção no Chrome é que este é o navegador que menos possui versões antigas em uso, graças ao seu esquema de atualização “silenciosa”: por padrão, o programa é atualizado automaticamente e de maneira discreta, fazendo com que muitas vezes o usuário sequer perceba que isso aconteceu.

De maneira geral, o Internet Explorer continua liderando o mercado, mas com uma diferença de apenas 3% em relação ao Chrome, o segundo colocado. Se o navegador do Google mantiver o ritmo de crescimento, poderá ocupar a primeira colocação ainda em 2012:

Ranking global dos browsers

  1. Internet Explorer: 34%;
  2. Chrome: 31,2%;
  3. Firefox: 25%;
  4. Safari: 7,1%;
  5. Opera: 1,7%;
  6. Outros: 1%.

É claro que estes dados são relativos e dependem dos métodos de coleta de dados e análise utilizados. Se verificarmos as estatísticas divulgadas pela StatCounter, por exemplo, certamente encontraremos números diferentes. De qualquer forma, em todas as análises é possível perceber que o Google vem caprichando no trabalho de popularizar o Chrome.

Mais detalhes no blog da Pingdom (em inglês).

Emerson Alecrim

29 Flares Twitter 7 Facebook 17 Google+ 5 29 Flares ×




2 comentários:

  1. Sandro


    É saudável a competição entre os navegadores, e aumenta a exigência por maior qualidade. Velocidade, funcionalidade e outras questões vem a tona e fazem parte desta discussão.

  2. Glaucius Zacher


    Eu uso os três, cada qual tem seus pontos fortes,o Chrome tem uma engine javascript fantástica, carrega sites elaborados (Facebook, Gmail, etc) com muita desenvoltura e rapidez. O Firefox é o que trabalha melhor com trinta ou quarenta abas abertas (O Chrome e o IE engasgam um pouco), E o IE, uso para escutar streamings de Windows Media, e para usar outras tecnologias nativas da MS.