Natal chegando: dicas para suas compras on-line

Compras on-lineÉ, parece que foi ontem que eu desejei “feliz 2008” para todo mundo. Mas, cá estamos nós na reta final do ano. Esse é um dos períodos de maior importância para o comércio, afinal, o Natal é uma das datas preferidas por quem gosta de dar – e receber – presentes. Cada vez mais, as compras de final de ano são realizadas pela internet. Esse meio de compras oferece muita comodidade, no entanto, também pode trazer experiências frustrantes…

O comércio de produtos pela internet conta com várias vantagens. Na minha opinião, a principal é a variedade de itens, que é maior na Web. Muitas vezes, uma pessoa é obrigada a percorrer um shopping inteiro e, mesmo assim, não consegue encontrar o que queria. Na internet, mecanismos de buscas e sites especializados em comparação de preços – como o Shopping UOL – permitem que uma pessoa não só encontre quais sites oferecem determinado produto, como também permitem que se saiba, ali mesmo, os preços praticados por cada loja on-line. E ainda há outros benefícios, como a possibilidade de comprar o produto e pedir para que a entrega seja feita em outro lugar – na casa de um parente que mora longe, por exemplo.

O problema é que, pelo menos no Brasil, o comércio eletrônico ainda não amadureceu. Falhas operacionais e despreparo no atendimento ao cliente fazem com que órgãos de defesa ao consumidor estejam abarrotados de reclamações. Se você pesquisar por lojas on-line no site Reclame Aqui, por exemplo, vai ver do que estou falando. Como se não bastasse, ainda estamos sujeitos à ação de empresas ou estabelecimentos golpistas.

Para evitar que você tenha alguma experiência frustrante com suas compras on-line – especialmente neste final de ano -, eis algumas dicas importantes:

– faça suas compras com antecedência.
Os serviços de entrega utilizados pelas lojas on-line costumam ficar sobrecarregados no final do ano, por isso, quanto antes você comprar, menores são as chances de seus presentes chegarem somente depois do Natal;

– observe o prazo de entrega. Se ele for superior a 7 dias, recomendo que não compre. Prazos longos geralmente indicam que a loja não tem o item em estoque. Infelizmente, não são raras as situações onde o fornecedor demora mais que o esperado para disponibilizar o produto, portanto, você pode ter que esperar mais do que o combinado;

– somente compre em sites reconhecidos.
Se você encontrou algo em um site de vendas que não conhecia, pesquise na internet pelo nome da empresa para saber se outras pessoas tiveram experiências boas ou ruins comprando lá. Se a maioria fizer recomendações negativas, é melhor procurar outra loja;

– desconfie de produtos excessivamente baratos. Lojas que vendem produtos com preço muito abaixo do mercado podem estar praticando alguma atividade ilegal – venda de mercadorias contrabandeadas, por exemplo. Ao comprar um item nessa situação, você pode, entre outros problemas, ficar sem a garantia do produto;

– cuidado com produtos “xing-ling”. A oferta de produtos de marcas desconhecidas é muito alta no Brasil. Quase sempre, esses itens são oriundos da China e têm qualidade duvidosa. Para evitar prejuízos com produtos que quebram rapidamente ou que não cumprem o que prometem, prefira itens de marcas reconhecidas. Estes também podem apresentar problemas, é claro, mas as chances são menores e, na maioria dos casos, você poderá contar com uma rede de assistência técnica. Lembre-se: o barato pode sair caro;

– escolha bem para evitar trocas.
Lojas físicas e on-line são obrigadas por lei a oferecer opção de devolução ou troca de produtos, mas a experiência me ensinou que esse procedimento pode ser burocrático e demorado. Por isso, antes de comprar, pesquise sobre um determinado produto para saber se ele oferece mesmo tudo o que você espera dele. Se estiver comprando para dar de presente, tente conhecer os gostos da pessoa a ser presenteada para não errar. Se for uma surpresa, você vai ter que usar a sua lábia. No caso de roupas ou calçados, por exemplo, uma conversa sobre o assunto pode fazer com que a pessoa não desconfie quando você perguntar que número ela utiliza;

Presente errado!
Presente que ganhei no Natal 2005: Sacanagem… ¬¬

– consulte as “listas negras”. O Shopping UOL possui uma lista de lojas on-line não recomendadas e o Buscapé também. Se você está com intenção de comprar em algum site que está listado, desista! Consultar o Reclame Aqui e o Pro Teste também é uma boa idéia;

– quem não deve, não se esconde. Há alguma lógica para um site de comércio eletrônico não oferecer ao menos telefone, endereço físico e e-mail para contato? Pois é, uma empresa idônea não teria motivos para isso. Portanto, diante de uma situação como essa, é melhor não arriscar: feche a página e procure outra loja;

– só compre em lojas on-line que oferecem ambiente seguro.
Procure no site da empresa por selos como “Internet Segura” e “Site Seguro”. Essas informações indicam que a loja toma medidas de seguranças para lidar com suas informações. Na hora de fechar uma transação, você também deve observar se o navegador de internet exibe o ícone de um cadeado no canto inferior direito ou na barra de endereços, dependendo do programa. Esse símbolo indica o uso de um certificado digital, importante recurso de segurança;

Cadeado - certificado digital

Apesar de todos os cuidados, problemas podem acontecer, por isso, exerça o seu poder de consumidor se algo sair errado. Entre em contato com a loja e exija uma solução satisfatória. Não aceite respostas vagas ou pouco convincentes. Se notar que está sendo tratado com descaso, registre sua queixa no Reclame Aqui, procure o Procon de seu estado ou, se necessário, a Justiça, mas não deixe por isso mesmo.

No mais, só me resta desejar que você faça boas compras e dê um presente para mim 😉

Emerson Alecrim