Qual a diferença entre o Office 2013 e o Office 365?

Oi, Emerson! Meu computador ficou velhinho e eu resolvi trocá-lo por um notebook com Windows 8. Na loja, vi caixinhas do Office e resolvi incluir na compra. Foi quando o vendedor me perguntou: você quer o Office 365 ou o Office 2013? 

Quando questionei as diferenças, o vendedor disse que um era instalado no computador, enquanto que o outro rodava direto da internet. Não entendi muito bem e decidi comprar depois. Daí, lhe pergunto: qual a diferença entre Office 365 e Office 2013? Qual é a melhor para mim? Obrigada!

Valéria Peixoto, Belo Horizonte – MG.

Valéria, a sua dúvida é bastante pertinente porque, aparentemente, o vendedor não soube lhe descrever cada produto. A diferença é bem simples, na verdade: ambos são parecidos e devem ser instalados no computador, só que o Office 365 segue um modelo de serviço. Calma, vou explicar.

Ao comprar um software, na verdade, você está adquirindo uma licença fornecida pelo desenvolvedor que lhe dá o direito de utilizar o programa, geralmente por tempo indeterminado. No modelo de serviço, por sua vez, você paga um valor periódico – normalmente, mensal ou anual – para ter esta licença. É como se fosse uma assinatura: enquanto você estiver pagando, terá acesso à ferramenta.

É justamente esta a principal diferença entre o Office 2013 e o Office 365. Os dois têm praticamente as mesmas versões do Word, do Excel, do PowerPoint e dos demais programas. Porém, o primeiro segue o formato de venda tradicional, ou seja, você paga um valor e tem direito a utilizar o pacote indefinidamente. No Office 365, por sua vez, você paga uma assinatura mensal ou anual.

Qual é o melhor? Bom, depende das suas necessidades. Para usuários domésticos, como é o seu caso, a Microsoft oferece o Office 365 Home, que dá acesso aos programas Word, Excel, PowerPoint, OneNote, Outlook, Publisher e Access, além de 60 minutos por mês para ligações telefônicas via Skype e 20 GB de espaço adicional no OneDrive (antigo SkyDrive), serviço de armazenamento de arquivos na internet da Microsoft.

Office 365

No Brasil, este pacote tem preço estimado de 21 reais por mês ou 209 reais por ano (estes valores variam de acordo com a cobrança de impostos e a cotação do dólar) e dá direito à instalação do Office 365 em até cinco dispositivos, incluindo PCs, Macs e smartphones.

Em breve, a Microsoft também disponibilizará o Office 365 Personal, que é um pouco mais barato e oferece os mesmos recursos, mas só pode ser instalado em um computador.

E o que acontece se a assinatura expirar e não for renovada? De acordo com a Microsoft, você poderá continuar utilizando os programas da suíte apenas para visualizar documentos, mas não poderá editá-los ou criar novos arquivos.

O Office 2013, por seguir o modelo tradicional, exige apenas um único pagamento e não expira (mas também não dá acesso às versões posteriores da suíte). Neste caso, há três versões, todas podendo ser instaladas somente em um único PC:

  • Office 2013 Home & Student: oferece apenas Word, Excel, PowerPoint e OneNote pelo preço sugerido de 259 reais;
  • Office 2013 Home & Business: oferece apenas Word, Excel, PowerPoint, OneNote e Outlook pelo preço sugerido de 649 reais;
  • Office 2013 Professional: o mais completo, oferecendo Word, Excel, PowerPoint, OneNote, Outlook, Publisher e Access pelo preço sugerido de 1.179 reais.

Office 2013

O que você precisa fazer é analisar quais os recursos de cada pacote e escolher aquele mais apropriado às suas necessidades. Se você utiliza apenas Word, Excel e PowerPoint e não faz questão das ligações via Skype, por exemplo, o Office 2013 Home & Student é a melhor opção.

Já se você tiver mais de um computador (vamos supor, o seu e o dos seus filhos) em casa ou necessitar do Access, por exemplo, talvez seja melhor optar pelo Office 365 Home, que é bem mais barato que o pacote mais completo do Office 2013, a versão Professional.

Se você tiver uma empresa, a Microsoft também oferece assinaturas do Office 365 cobradas por usuário que dão acesso a recursos extras, como hospedagem de e-mail, suporte 24 horas e ferramentas de colaboração para equipes.

Quando o vendedor lhe falou do Office que roda direto na internet, provavelmente ele se confundiu com o Office Online, até pouco tempo atrás chamado de Office Web Apps (sim, a Microsoft vive mudando o nome de seus produtos). Esta opção oferece versões mais simples do Word, Excel, PowerPoint e outras ferramentas que rodam a partir do navegador de internet.

Office Online

O Office Online não exige instalação de nenhum programa em seu computador e é *gratuito*, sendo necessário apenas ter uma conta na Microsoft (serve o seu e-mail no Outlook.com, antigo Hotmail) e um navegador de internet atual.

É importante destacar que os preços informados aqui são os sugeridos pela Microsoft Brasil. Nas lojas, todas estas opções podem ser encontradas com valores variados:

*links associados

Caso você queira saber mais antes de se decidir, a Microsoft explica com detalhes os recursos de cada pacote – tanto para uso doméstico quanto para empresas – no endereço office.microsoft.com/pt-br/products.