É normal o celular esquentar?

Comprei um Samsung Galaxy SIII recentemente e venho notando que o smartphone começa a esquentar depois de uns dez minutos rodando jogos ou logo quando uso a função lanterna. Isso é normal? Será que meu aparelho está com defeito?

Antonio L. Fonseca – Fortaleza, CE.

Antonio, a sua preocupação é pertinente. Se o celular ficasse quente (mas não muito, é claro) desde o momento em que é ligado, dá para imaginar que esta é uma característica esperada do dispositivo, tal como acontece com TVs ou notebooks, por exemplo. No seu caso, no entanto, o aquecimento ocorre apenas em situações específicas, dando margem para dúvidas.

Mas, a princípio, não há razão para pânico. Jogos normalmente são aplicativos pesados e que, por consequência, fazem o processador trabalhar à plena capacidade, causando aquecimento. Como smartphones não possuem coolers ou outros mecanismos de resfriamento, a dissipação ocorre principalmente com a distribuição do calor sobre a carcaça.

Galaxy SIII

Quanto à função lanterna, sua ativação até pode causar aquecimento no aparelho, mas mediante determinadas circunstâncias, como uso prolongado. Eu sugiro que você troque o aplicativo utilizado para acionar o LED. Pode ser que, por alguma razão, o programa esteja fazendo o processador trabalhar intensamente.

Em situações de uso intenso, portanto, é normal que o aparelho aqueça, embora este aspecto varie de modelo para modelo. Por isso, é conveniente checar se há alguma observação a respeito no manual do dispositivo.

Outras situações que podem causar aquecimento sem refletir em mal funcionamento incluem recarregamento da bateria (muito comum) e uso do GPS (também exige bastante do aparelho).

O aquecimento começa a preocupar quando é excessivo, acompanhado de outros problemas (como travamentos e reinicializações) ou acontece mesmo com o smartphone em repouso ou executando tarefas simples.

Como evitar o aquecimento do celular?

Há alguns procedimentos que podem amenizar aquecimentos ou, ainda, evitar os problemas que causam ou são decorrentes de temperaturas elevadas:

:: evite deixar o celular em ambientes aquecidos ou abafados, como o painel do carro quando há incidência direta de luz solar ou um apoio próximo de um forno em uso;

:: utilize somente recarregadores apropriados para o seu smartphone. Modelos diferentes podem causar não só superaquecimento como danos à bateria;

:: ao notar que determinados aplicativos (como jogos) deixam o aparelho quente, tente amenizar a situação desligando recursos dispensáveis, quando for o caso, como GPS, 3G, Wi-Fi e aplicativos em segundo plano;

:: tome cuidado com capas: elas podem prejudicar a disseminação de calor pelo aparelho. Em lugares com temperaturas altas (praia em um dia de sol, por exemplo), é uma boa ideia não utilizá-las.

Se por algum descuido o smartphone estiver superaquecido (você esqueceu o aparelho em uma mesa exposta ao sol, por exemplo), o recomendável é desliga-lo e deixá-lo esfriar em um lugar ventilado e protegido. Não tente acelerar o processo colocando-o em um freezer ou próximo da saída do ar condicionado.

Se o aquecimento for frequente, vir acompanhado de outros problemas ou lhe parecer excessivo, aí não tem jeito: evite usar o smartphone para evitar danos maiores e procure uma assistência técnica.