2011
26
out

IBM será comandada por uma mulher pela primeira vez

A IBM se tornou uma empresa centenária em 2011, mas durante todo este tempo sempre teve um homem em seu comando. Mas este cenário finalmente irá mudar: Sam J. Palmisano, atual presidente da companhia, entregará o seu cargo à atual diretora mundial de vendas da empresa, Virginia M. Rometty.

Palmisano deixará o comando da IBM depois de quase 10 anos neste posto. Durante este período, teve participação em momentos bastante importantes, como a venda da divisão de PCs da companhia para a chinesa Lenovo, em 2004. Prova recente de sua boa administração aconteceu no início deste mês, quando a IBM passou a Microsoft em valor de mercado, ficando atrás apenas da Apple.

Sam J. Palmisano e Virginia M. Rometty – Foto por IBM

Sam J. Palmisano e Virginia M. Rometty – Foto por IBM

Virginia M. Rometty assumirá a presidência da IBM no início de 2012, tendo vários desafios pela frente, entre eles, o de manter a companhia na vanguarda do desenvolvimento de tecnologias adequadas à demanda por soluções móveis. Mas experiência não falta: com 54 anos de idade, a executiva já viu várias mudanças acontecerem de perto, já que começou a trabalhar na IBM em 1981, como engenheira de sistemas.

Sam J. Palmisano permanecerá na companhia, como presidente do conselho administrativo.

Referência: IBM.

Comentários desativados em IBM será comandada por uma mulher pela primeira vez

2011
03
out

Depois de 15 anos, IBM passa à frente da Microsoft em valor de mercado

IBMNo ano em que completa o seu centenário, a gigante IBM volta a valer mais no mercado do que a rival Microsoft. Isso não acontecia desde 1996, época em que a empresa fundada por Bill Gates “tomou as rédeas” do segmento de software com plataformas como Windows 95 e Windows NT.

Atualmente, a IBM tem valor de mercado estimado em 214 bilhões de dólares. A Microsoft, por sua vez, está ligeiramente atrás, com valor calculado em 213,4 bilhões de dólares. No entanto, ambas estão bem longe da líder do mercado: a Apple, cujo valor é estimado em 362 bilhões de dólares.

A Apple assumiu a liderança em meados de 2010. Este acontecimento, somado à segunda posição recém conquistada pela IBM, mostra que o mercado de computação está mesmo mudando: em termos gerais, consumidores finais e empresas estão dando mais espaço a plataformas móveis e a serviços de computação nas nuvens, por exemplo, áreas que a Apple e a IBM estão conseguindo explorar bem.

Mas, a situação da Microsoft poderá melhorar em 2012: a parceria fechada com a Nokia é uma chance que a companhia tem para popularizar a plataforma Windows Phone e se estabelecer de vez no segmento móvel. Além disso, é o ano em que os primeiros dispositivos com Windows 8 deverão chegar ao mercado.

Referência: The Wall Street Journal.

1
comentário

2011
12
ago

PC completa 30 anos, mas para criador, sua era está chegando ao fim

Hoje, 12 de agosto de 2011, é o dia que o PC (Personal Computer) completa 30 anos. Em agosto de 1981, a IBM colocou no mercado o 5150, seu primeiro computador pessoal. Era um início de uma era que mudou a vida de muitas pessoas, principalmente na década seguinte, quando a disponibilização da internet para as massas se tornou realidade. Mas, para Mark Dean, a era do PC está perdendo a força.

Mark Dean é chefe de tecnologia da IBM e escreveu seu nome na história por ser um dos criadores do PC. Tal feito fez com que o post que escreveu recentemente sobre o declínio dos PCs recebesse a atenção de muita gente no mundo todo. No texto, é possível perceber que Dean considera essa situação não necessariamente como uma consequência da evolução tecnológica, mais sim como uma questão comportamental:

“PCs estão sendo substituídos não por outro tipo de dispositivo – embora haja muito entusiasmo em volta dos smartphones e tablets –, mas por novas ideias que estão em andamento sobre o papel da computação no progresso da humanidade. (…) Está ficando evidente que a inovação não floresce melhor nos dispositivos, mas nas lacunas sociais entre eles, onde as pessoas e as ideias se encontram e interagem”.

Para Dean, o PC está seguindo o mesmo caminho de produtos como a TV CRT, o disco de vinil e a máquina de escrever, ou seja, ainda ficará um bom tempo no mercado, mas irá se transformar em item de colecionador. O próprio admitiu que, atualmente, o seu computador principal é um tablet. Além disso, declarou que não esperava estar vivo para ver esta mudança em relação aos PCs acontecer.

O texto completo de Mark Dean está disponível no A Smarter Plane Blog (em inglês).

Com colaboração de Lucas Uyezu.

1
comentário