2011
17
jun

Foxconn adia abertura de fábrica no Brasil para produção de tablets

Aloizio Mercadante, ministro da Ciência e Tecnologia, declarou hoje (17/06/2011) que a chinesa Foxconn adiou de julho para setembro deste ano a abertura de sua fábrica no Brasil, mais precisamente, na região da cidade de Jundiaí, em São Paulo. O motivo do atraso é a dificuldade da empresa de encontrar mão de obra qualificada.

A instalação da fábrica da Foxconn no país foi confirmada pela presidenta Dilma Rousseff em uma visita realizada à China, no último mês de abril. A companhia irá produzir componentes que resultarão na fabricação de telefones celulares e tablets no país, com a linha iPad, da Apple, podendo ser uma das beneficiadas.

iPad 2

iPad 2: mais perto de ser produzido no Brasil (imagem por Apple)

A Foxconn, no entanto, ainda não conseguiu completar seu quadro de funcionários. A empresa contratou 175 pessoas que já foram enviadas para treinamento na China, mas ainda é necessário contratar mais 200 profissionais. “Nós temos um problema de escassez de mão de obra em algumas áreas”, justifica Mercadante.

A chegada da Foxconn no Brasil tem o alívio da carga tributária para tablets como fator incentivador. Todavia, de acordo com o ministro, esta não é a única companhia interessada no mercado brasileiro: pelo menos mais sete fabricantes já manifestaram intenção de abrir unidades no país.

Referência: Agência Brasil.

Comentários desativados em Foxconn adia abertura de fábrica no Brasil para produção de tablets