2013
20
jun

AMD anuncia processadores com arquitetura ARM – mas só para servidores

AMDA AMD surpreendeu ao anunciar, nesta semana, seus primeiros processadores baseados na arquitetura ARM, que tem se destacado bastante nos últimos anos no segmento móvel por meio de empresas como Qualcomm e Texas Instruments. Mas aqui há uma diferença: de codinome Seattle, estes chips serão direcionados ao mercado de servidores.

Os processadores Seattle serão baseados, mais precisamente, na arquitetura Cortex-A57 de 64 bits e contarão com processo de fabricação de 28 nanômetros. De início, será possível encontrar versões com 8 núcleos e, posteriormente, com 16.  O clock será de pelo menos 2 GHz.

A princípio, a principal vantagens destes processadores é o consumo otimizado de energia elétrica em comparação à tradicional arquitetura x86. Mas a AMD, como não poderia deixar de ser, também destaca o desempenho: segundo a empresa, os chips Seattle poderão ter rendimento até quatro vezes maior que a atual linha Opteron X.

A expectativa é a de que as primeiras unidades da novidade apareçam no último trimestre de 2013, com a produção em larga escala devendo ocorrer somente em 2014. Ainda não há informação de preço.

Referência: PCWorld.

Comentários desativados em AMD anuncia processadores com arquitetura ARM – mas só para servidores

2013
12
jun

Novo processador AMD FX é o primeiro a chegar à casa dos 5 GHz

Linha AMD FXA AMD aproveitou a feira de games E3, cuja edição 2013 acontece no decorrer desta semana nos Estados Unidos, para anunciar o primeiro processador do mercado a sair de fábrica com clock interno de 5 GHz: trata-se do modelo AMD FX-9590, que é baseado na arquitetura Piledriver.

A companhia também anunciou o AMD FX-9370, que é bastante parecido ao primeiro, com a diferença principal de ter clock máximo de 4,7 GHz. Ambos os processadores possuem oito núcleos, são construídos com tecnologia de 32 nanômetros e utilizam socket AM3+. Informações referentes a cache e a TDP, por exemplo, ainda não foram liberadas pela AMD.

É importante frisar, no entanto, que os clocks de 5 GHz e 4,7 GHz destes chips só são alcançados com o uso do modo “turbo”, que adiciona ao processador a capacidade de aumentar automaticamente o clock para um nível extremo, conforme a necessidade da aplicação. Em situações “normais”, o FX-9590 e  o FX-9370 trabalham com clocks de 4,7 GHz e 4,4 GHz, respectivamente.

Também é válido ressaltar que há tempos que a taxa de clock deixou de ser a referência mais importante no que diz respeito ao desempenho do processador, razão pela qual é necessário aguardar os novos chips chegarem ao mercado para conclusões a respeito de sua performance. De qualquer forma, estas novidades podem ao menos agradar aos entusiastas de overclock, uma vez que nelas não há travas que impedem procedimentos do tipo, segundo a AMD.

Os processadores FX-9590 e  o FX-9370 serão lançados no terceiro trimestre de 2013, sendo disponibilizados inicialmente apenas para fabricantes de PCs. Ainda não há informações sobre preços.

Comentários desativados em Novo processador AMD FX é o primeiro a chegar à casa dos 5 GHz

2013
18
mar

Sob o codinome Richland, AMD anuncia novas APUs Série A

A AMD anunciou recentemente a mais nova versão da sua linha de APUs Série A (A-Series): os chips Richland, que chegam, inicialmente, em quatro modelos, todos voltados prioritariamente ao segmento de laptops. Eis uma breve descrição de cada um deles:

Chip GPU (Radeon) Núcleos Clock (máximo / base)* Cache L2
A10-5750M HD-8650G 4 3,5 GHz / 2,5 GHz 4 MB
A8-5550M HD-8550G 4 3,1 GHz / 2,1 GHz 4 MB
A6-5350M HD-8450G 2 3,5 GHz / 2,9 GHz 1 MB
A4-5150M HD-8350G 2 3,3 GHz / 2,7 GHz 1 MB

*O desempenho máximo é alcançado com a tecnologia Turbo Core, que repassa tarefas da CPU para a GPU conforme a necessidade.

Todos estes chips possuem TDP de 35 Watts, utilizam tecnologia de fabricação de 32 nanômetros e podem trabalhar com memória RAM DDR3 de até 1.600 MHz, com exceção para o modelo topo de linha A10-5750M, cujo limite é de 1.866 MHz.

Símbolo do modelo A10 – Imagem por AMD

Símbolo do modelo A10 – Imagem por AMD

Em relação à geração anterior – os modelos Trinity –, as APUs (chips que concentram as funções de CPU e GPU, vale lembrar) Richland apresentam poucas mudanças, mas todas bem-vindas: melhor processamento gráfico graças às novas GPUs da série Radeon HD 8000; menor consumo de energia, fazendo com que a bateria do portátil dure pelo menos 1 hora a mais, dependendo da aplicação; e um controle aperfeiçado da temperatura.

De acordo com a AMD, os primeiros computadores equipados com chips Richland começarão a aparecer no mercado a partir do segundo semestre de 2013.

Comentários desativados em Sob o codinome Richland, AMD anuncia novas APUs Série A

2013
27
fev

Confirmado: PlayStation 4 será equipado com processador da AMD

Por um lado, a Sony causou empolgação ao anunciar oficialmente o PlayStation 4 (PS4), no último dia 20. Por outro, jogou um “balde de água fria” naqueles que acompanhavam atentamente a apresentação: o console não chegou a ser exibido. Ao menos, boa parte de suas características foram reveladas. Recentemente, por exemplo, a AMD confirmou que será responsável pelo processador do dispositivo.

Por enquanto, somente imagens do joystick do console, o DualShock 4, é que estão disponíveis

Por enquanto, somente imagens do joystick do console, o DualShock 4, é que estão disponíveis

O PlayStation 4 contará com uma APU (em poucas palavras, chip que concentra as funções de CPU e GPU) que contém um processador Jaguar customizado de 28 nanômetros com 8 núcleos e um chip gráfico Radeon capaz de processar 1,4 teraflop, isto é, 1,4 trilhão de operações de ponto flutuante por segundo. Durante o anúncio, a própria Sony frisou que o PS4 é baseado na plataforma x86 (x86-64), o que significa que o projeto do console se aproxima bastante da arquitetura dos PCs.

Já se sabe também que o console contará também com as seguintes tecnologias:

  • Porta USB 3.0;
  • Wi-Fi 802.11n;
  • Bluetooth 2.1;
  • Saída HDMI;
  • 8 GB de memória GDDR5;
  • Porta Ethernet;
  • Unidade óptica capaz de ler Blu-ray e DVD;
  • Disco rígido (capacidade não informada, sugerindo que haverá mais de uma opção).

A expectativa é a de que o PlayStation 4 seja lançado no final de 2013. Espera-se também que mais informações do console sejam reveladas na E3, feira de games que acontece em junho, nos Estados Unidos.

4
comentários

2012
13
nov

Para continuar competitiva, AMD considera inclusive ser vendida

Uma matéria publicada na tarde desta terça-feira (13/11/2012) pela Reuters revela que a AMD está contando com o auxílio de uma grande instituição financeira – JPMorgan Chase & Co – para encontrar uma solução que a permita se manter competitiva no mercado. Entre as opções consideradas, chama as atenções a possibilidade de a companhia ser vendida.

O problema não está necessariamente na “eterna” disputa do mercado de processadores com a Intel ou de chips gráficos com a NVIDIA. O principal inimigo da AMD atualmente é a sua quase absoluta irrelevância no segmento de dispositivos móveis, que cresce a passos largos e tende a deixar o mercado de PCs em segundo plano.

AMD

Apesar da possibilidade de venda, esta não é a opção mais cogitada da empresa: em um primeiro momento, a AMD estuda a viabilidade de se desfazer de suas patentes. Se levarmos em conta apenas a grandiosidade de seu portfólio, trata-se mesmo de uma opção que pode trazer conforto para o caixa da empresa por algum tempo.

O fato é que a AMD vive um momento sombrio: suas ações se desvalorizaram em cerca de 60% somente em 2012, suas dívidas estão próximas da casa dos 2 bilhões de dólares e, recentemente, a companhia anunciou corte de funcionários, decisão que afeta inclusive engenheiros.  Esta situação faz crescer o temor de que a empresa não terá reservas suficientes para responder às mudanças do mercado, dificultando o surgimento de um bom comprador. Logo, tratar a sua venda como opção e não como prioridade é, antes de tudo, uma questão de bom senso.

Tanto a AMD quanto a JPMorgan foram procuradas pela Reuters, mas nenhuma das partes se mostrou, até o momento, disposta a comentar o assunto.

Referência: Reuters.

Comentários desativados em Para continuar competitiva, AMD considera inclusive ser vendida

2012
24
out

Codinome Vishera: AMD anuncia novos processadores FX Series

A AMD anunciou oficialmente nesta semana quatro novos processadores FX Series, linha direcionada a computadores de médio e alto desempenho. De codinome Vishera, todos são baseados na arquitetura Piledriver, que pode ser vista como uma versão melhorada dos chips Bulldozer, conseguindo, de acordo com a empresa, rendimento até 15% melhor que estes últimos.

Os processadores possuem as seguintes características:

Modelo FX-4300 FX-6300 FX-8320 FX-8350
Núcleos 4 6 8 8
Clock 3,8 GHz 3,5 GHz 3,5 GHz 4 GHz
Clock máximo 4 GHz 4,1 GHz 4 GHz 4,2 GHz
Cache L2 1 MB 1 MB 1 MB 1 MB
Cache L3 4 MB 8 MB 8 MB 8 MB

 

AMD FX SeriesTodos estes chips contam com tecnologia de fabricação de 32 nanômetros, utilizam socket AM3+ – sendo compatíveis com praticamente qualquer placa-mãe atual que utilize este tipo de encaixe – e podem, como indica a tabela acima, alcançar clocks maiores quando ajustados para funcionar em “modo turbo”.

É interessante notar que, no material promocional divulgado pela AMD, a empresa compara os processadores Vishera com a atual linha Intel Core i5 e, no caso do chip FX-4300, com o Intel Core i3. No entanto, sites especializados em hardware, como o Tom’s Hardware, constataram em testes que os processadores da Intel ainda se saem melhor em termos de desempenho, mesmo com a arquitetura Piledriver se mostrando superior ao Bulldozer.

Uma das principais vantagens dos novos processadores da AMD está no preço, já que todos se mantêm abaixo da casa dos 200 dólares. O modelo FX-8350, por exemplo, custa 195 dólares nos Estados Unidos:

  • FX-4300: 122 dólares;
  • FX-6300: 132 dólares;
  • FX-8320: 169 dólares;
  • FX-8350: 195 dólares.

Referências: Engadget, Tom’s Hardware.

Comentários desativados em Codinome Vishera: AMD anuncia novos processadores FX Series

2012
16
Maio

AMD anuncia Trinity, sua nova geração de APUs

Chip Trinity - Imagem por AMDA AMD anunciou nesta terça-feira (15/05/2012) sua nova geração de APUs (Accelerated Processing Unit – chips que integram as funções de CPU e GPU) A-Series: a família Trinity, que tem a missão de competir diretamente com os recém-lançados processadores Ivy Brigde, da Intel.

Tendo como foco computadores portáteis, os novos chips possuem melhor eficiência energética, característica que pode fazer com que a autonomia das baterias alcance até 12 horas, e foco no desempenho: estima-se que a linha seja até 30% mais rápida que os processadores Llano (a geração anterior).

A parte gráfica também ganhou atenção: os chips Trinity possuem desempenho até 56% melhor que os modelos anteriores e contam, por exemplo, com estabilização de imagens durante a reprodução de vídeos, otimização para videoconferências em alta definição e até mesmo alguns recursos bastante específicos, como aceleração para funcionalidades do Photoshop CS6, da Adobe.

Inicialmente, a linha Trinity contará com cinco chips, sendo três modelos para notebooks e dois para ultraportáteis (aqueles que são chamados pela Intel de ultrabooks), todos fabricados com tecnologia de 32 nanômetros:

  • A10-4600M: quad core, 2,3 GHz, cache L2 de 4 MB, GPU Radeon 7660G;
  • A8-4500M: quad core, 1,9 GHz, cache L2 de 4 MB, GPU Radeon 7640G;
  • A6-4400M: dual core, 2,7 GHz, cache L2 de 1 MB, GPU Radeon 7520G;
  • A10-4655M: quad core, 2 GHz, cache L2 de 4 MB, GPU Radeon 7620G (ultraportáteis);
  • A6-4455M: dual core, 2,7 GHz, cache L2 de 2 MB, GPU Radeon 7500G (ultraportáteis).

Os primeiros notebooks equipados com os chips Trinity deverão chegar ao mercado já em junho de 2012. Em relação aos ultraportáteis, a expectativa da AMD é a de que estes equipamentos custem, em média, 600 dólares, cerca que 150 dólares a menos que o valor padrão dos ultrabooks. Entre os modelos que receberão os novos processadores estão os portáteis Sleekbook, da HP.

1
comentário

2012
14
jan

CES: AMD anuncia Lightning Bolt, tecnologia rival ao Thunderbolt

Se você acha que a tecnologia Thunderbolt é, pelo menos até o momento, um exagero por ainda não ter encontrado espaço significativo no mercado, se prepare: a AMD está trabalhando em uma nova interface de conectividade para entrar na briga. Trata-se do Lightning Bolt, que foi apresentado na feira CES 2012.

Tida como rival do Thunderbolt (projeto liderado pela Intel), a nova tecnologia também utiliza um padrão de comunicação já estabelecido: enquanto o Thunderbolt faz uso do barramento PCI Express, o Lightning Bolt tem o USB 3.0 como base. Em comum, ambos lidam com sinal de vídeo por meio de DisplayPort. A ideia, com isso, é a de permitir dados, vídeo e alimentação elétrica pelo mesmo cabo.

Sabe-se que portas Thunderbolt podem alcançar taxas de até 10 Gb/s e, no futuro, esta velocidade pode ser ainda maior. O foco deste padrão é claramente o desempenho. No caso do Lightning Bolt, no entanto, a AMD trabalha com o objetivo de não elevar consideravelmente os custos com hardware: de acordo com a empresa, os componentes internos necessários para fazer a nova tecnologia funcionar em um computador custarão cerca de 1 dólar. Com isso, a companhia espera, aparentemente, atrair mais o segmento doméstico do que o profissional.

A AMD não forneceu previsão de disponibilização do Lightning Bolt, mas se a empresa quiser que a sua interface brigue por espaço no mercado, não pode perder tempo, uma vez que Intel e fabricantes estão preparando terreno para que o Thunderbolt chegue ao segmento de PCs em 2012, o que poderá tornar a tecnologia mais popular.

Referência: AnandTech.

1
comentário

2011
27
dez

A mais rápida do mundo: AMD anuncia placa de vídeo HD 7970

A AMD escolheu os últimos dias de 2011 para anunciar a placa de vídeo “single core” que considera ser a mais rápida do mundo, até o momento: o modelo Radeon HD 7970, que promete performance até 150% superior à última versão de alto desempenho lançada pela companhia (Radeon HD 6970).

A novidade conta com tecnologia de fabricação de 28 nanômetros, utiliza interface PCI Express 3.0 e é compatível com CrossFire (recurso que permite fazer com que duas ou mais GPUs trabalhem em conjunto no mesmo computador). Além disso, o dispositivo conta por padrão com 3 GB de memória GGDR5, suporte a DirectX 11.1 e OpenGL 4.2, tecnologia ZeroCore Power (para que a placa não desperdice energia quando estiver ocioso), entre outros.

Placa Radeon - Imagem por AMD

Placa Radeon – Imagem por AMD

Entre as suas demais características estão: núcleo com clock de 925 MHz, memória com frequência de 1,375 MHz, 2048 stream processors e suporte às portas DisplayPort 1.2 (máxima resolução de 4096×2160 pixels), HDMI 1.4a (até 4096×3112 pixels), DVI (até 2560×1600 pixels) e VGA (até 2048×1536 pixels).

De acordo com a AMD, a placa Radeon HD 7970 deverá estar disponível mundialmente a partir de 09 de janeiro de 2012. Ainda não há informação de preços para o mercado brasileiro, mas sabe-se que a novidade terá valor sugerido de 549 dólares nos Estados Unidos. É possível saber mais sobre a HD 7970 em www.amd.com/radeonHD7970 (em inglês).

Comentários desativados em A mais rápida do mundo: AMD anuncia placa de vídeo HD 7970

2011
16
nov

Processadores Opteron 6200, da AMD, contam com até 16 núcleos

A AMD apresentou recentemente algumas novidades em suas linhas de processadores, entre elas, os chips Opteron 6200 (codinome Interlagos), que chamam a atenção por contarem com até 16 núcleos. A empresa desenvolveu estes processadores especialmente para servidores utilizados em aplicações de cloud computing e virtualização.

A linha Opteron 6200 será oferecida com frequências que vão de 1,6 GH a 2,6 GHz. Por trás de todo o seu poder está a arquitetura Bulldozer, que se destaca, entre outras características, pela presença de um controlador de memória DDR3, pela utilização do barramento HyperTransport 3.0 e pelo menor consumo de energia.

Chip da série Opteron 6000 – Imagem por AMD

Chip da série Opteron 6000 – Imagem por AMD

Recursos como cache L3 com até 16 MB, quad channel para as memórias e um modo “turbo”, que adiciona ao processador a capacidade de aumentar automaticamente o clock em dois níveis, também estarão presentes no Opteron 6200.

A novidade deverá estar disponível nos Estados Unidos até o início de 2012, com preços variando entre 523 e 1019 dólares, de acordo com a versão. Até o momento, não há informação de lançamento no Brasil.

Referências: Computerworld, SlashGear.

1
comentário