Serasa: Brasil tem uma tentativa de fraude a cada 15,6 segundos – internet facilita a prática

Moedas - Imagem ilustrativaUm levantamento feito pela Serasa Experian mostra que, no Brasil, ocorre uma tentativa de fraude envolvendo roubo de identidade a cada 15,6 segundos. A constatação foi feita com base na análise dos registros da instituição executados entre janeiro e maio deste ano.

No referido intervalo, houve 837.641 tentativas de fraudes no país. No mesmo período de 2012, este número foi de 818.629 registros. A maioria deles – cerca de 40% –  está relacionada com o setor de telefonia. Há também forte atividade de cunho fraudulento referente aos bancos: 19% dos registros entre janeiro e maio de 2013.

O problema acontece, em boa parte das vezes, com pessoas que têm seus documentos roubados ou perdidos. De posse destes papéis, fraudadores tentam abrir contas bancárias ou obter empréstimos financeiros, por exemplo, usando os dados da vítima.

Mas as tentativas de golpe também acontecem, com cada vez mais frequência, a partir da internet. Isso é possível, por exemplo, quando uma pessoa tem seus dados pessoais indevidamente coletados ao se cadastrar em uma loja on-line não confiável ou realiza uma ação indicada em um e-mail falso, isto é, em um phishing scam.

Sistemas de segurança de bancos e de instituições especializadas, como a própria Serasa, conseguem identificar e bloquear a maioria das tentativas de fraude, mas sempre há aquelas que acabam passando, razão pela qual a prevenção continua sendo a principal defesa do cidadão.

Em caso de roubo ou perda de documentos, é recomendável registrar um Boletim de Ocorrência na polícia e notificar a Serasa ou outra entidade similar. Na internet, deve-se tomar cuidado com e-mails ou páginas falsas e evitar cadastros em sites desconhecidos.

Outras orientações podem ser encontradas nestas dicas para evitar fraudes envolvendo internet banking e cartão de crédito.