Reestruturação: Lexmark deixará de fabricar impressoras jato de tinta

Cartuchos de tinta LexmarkEstando longe dos seus melhores dias, a Lexmark anunciou nesta terça-feira (28/08/2012) um plano global de reestruturação para tentar sair da má fase. Até aí, nada de anormal. A surpresa é que o plano inclui uma medida extrema: a empresa deixará de produzir impressoras do tipo de jato de tinta.

De acordo com a companhia, colabora para esta decisão a diminuição da demanda por este tipo de produto. A Lexmark continuará no mercado de impressão, mas se concentrará em equipamentos de alto desempenho, como impressoras a laser para uso corporativo. Suporte técnico e suprimentos para impressoras jato de tinta deverão ser mantidos, mas não se sabe até quando.

A empresa espera encerrar o desenvolvimento de produtos associados às impressões jato de tinta até o final de 2013. Por sua vez, a fábrica que a companhia mantém nas Filipinas para atender a este mercado deverá funcionar até o final de 2015. Como consequência, 1.700 empregos deverão ser cortados, quantidade que corresponde a 13% da força de trabalho da Lexmark.

Com o plano, a empresa espera economizar cerca de 85 milhões de dólares por ano a partir de 2013 e 95 milhões a partir de 2015. A Lexmark também avalia a possibilidade de obter receita licenciando suas tecnologias de impressão à jato de tinta.

Referências: WSJ.com, Lexmark.