Pesquisa mostra que boa parte dos internautas tem dificuldades para guardar senhas

Imagem ilustrativa de senhasUm estudo realizado pela Skrill – companhia especializada em pagamento on-line – com usuários britânicos mostra que boa parte das pessoas tem dificuldades para guardar suas senhas. A empresa constatou que um em cada três internautas acaba tendo que anotar as combinações em algum lugar, dada a dificuldade para recordá-las.

A pesquisa também constatou que muitos usuários utilizam denominações conhecidas como senhas, já que entendem que esta é uma maneira fácil de guardá-las. Nomes de animais de estimação, datas de nascimento e até mesmo sobrenome de solteira de suas mães estão entre as combinações mais utilizadas.

O problema se agrava à medida que cresce a quantidade de serviços on-line, especialmente redes sociais. Para a internet, ainda não se criou nada tão seguro e viável para proteger usuários e instituições quanto o uso de senhas. Por causa disso, é extremamente raro encontrar serviços que não oferecem algum mecanismo para que o usuário possa recuperar sua senha ou mesmo gerar outra a partir de algum esquema de comprovação de autenticidade.

Outra prática bastante comum é o uso da mesma senha para vários serviços. Obviamente, esta não é uma ação recomendada, uma vez que, em caso de captura da combinação, a senha poderá ser utilizada para acessar a conta do usuário em vários sites.

Você pode saber mais sobre como criar senhas seguras e protegê-las aqui no InfoWester.

Referência: Daily Mail.