Ministério da Justiça: celulares e produtos de informática lideraram reclamações em 2010

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), divisão pertencente ao Ministério da Justiça, divulgou hoje um relatório denominado Cadastro Nacional de Reclamações Fundamentadas 2010. O Documento mostra que, durante o ano de 2010, telefones celulares e itens de informática foram os produtos que mais geraram reclamações no PROCONs.

Eis a lista com as dez categorias mais reclamadas:

  1. Aparelhos de telefonia celular: 21.609 queixas (17,62%);
  2. Produtos de informática: 9.860 queixas (8,04%);
  3. Televisores e filmadoras: 4.471 queixas (3,64%);
  4. Geladeiras e freezers: 4.428 queixas (3,61%);
  5. Máquinas de lavar roupa/louça e secadoras: 3.333 queixas (2,72%);
  6. Aparelhos de som: 2.201 queixas (1,79%);
  7. Aparelhos de DVD: 2.181 queixas (1,78%);
  8. Móveis para quartos: 1.844 queixas (1,50%);
  9. Fogões e fornos de micro-ondas: 1.593 queixas (1,30%);
  10. Produtos para fotos e imagens: 1.506 queixas (1,23%).

Estes números correspondem às queixas fundamentadas, isto é, que foram recebidas pelas unidades do PROCON em todo o país e, posteriormente, analisadas por meio de processos administrativos. Entre setembro de 2009 e agosto de 2010, mais de 812 mil atendimentos foram efetuados nos PROCONs, sendo que 84,5% foram resolvidos sem a necessidade de abertura de processo.

“Preocupa-nos o fato de o consumidor ter de procurar os PROCONs para solucionar problemas elementares como mau funcionamento, ausência de peça de reposição, além do descumprimento da garantia legal”, avalia Juliana Pereira, diretora do DPDC.

O Cadastro Nacional de Reclamações Fundamentadas 2010 pode ser baixado aqui (em PDF).

Referência: DPDC.