Microsoft reconhece violação da GPL em ferramenta do Windows 7

Ilustração de código-fontePeter Galli, executivo da área de open source da Microsoft, reconheceu que a empresa utilizou, de maneira indevida, código-fonte disponibilizado sob a licença GPL v2 na ferramenta Windows 7 USB/DVD Tool, que permite ao usuário instalar o sistema operacional Windows 7 em um computador através de unidades USB (como pendrives).

De acordo com a Galli, a Microsoft não agiu com a intenção de violar a licença e contratou uma empresa terceirizada para criar a ferramenta. No entanto, Galli afirmou que isso não elimina a responsabilidade da Microsoft, mesmo porque a companhia não constatou o problema durante a revisão do código-fonte do programa.

Como forma de reparar esse erro, a Microsoft disponibilizará nos próximos dias o código-fonte do Windows 7 USB/DVD Tool e colocará a ferramenta sob a licença GPL v2. Além disso, Galli declarou que a empresa tomará o acontecimento com lição para futuros processos de revisão de código.

Referência: Port 25.

4 comentários em “Microsoft reconhece violação da GPL em ferramenta do Windows 7”

  1. Que vergonha! uma empresa de softwares… A MAIOR empresa de software terceirizando o desenvolvimento de aplicativos para os seus clientes e sem saber como funciona o código fonte.
    Se o mundo continuar nessa onda de terceirização quem perde somos nós consumidores.

  2. terceiriza o windows 8 comigo, que tenho o código fonte do linux e assim o windows nao dará mais problemas . hehehehe

Os comentários estão fechados.