Google pode estar prestes a se retirar da China

Foto da Muralha da China - Imagem por www.freeimages.co.ukApesar do aparente esforço de diálogo por parte do governo da China, tudo indica que o Google deve mesmo deixar o país muito em breve. É o que afirmou recentemente o jornal Financial Times, dando 99,9% de chance para que isso aconteça.

De acordo com a publicação, uma fonte ligada à empresa disse que o Google deve estar apenas esperando um momento adequado para sair da China de forma a evitar tumultos, represálias aos seus funcionários e outros possíveis problemas. Isso dá a entender que o anúncio da saída pode ocorre a qualquer momento.

Essa “novela” começou em dezembro de 2009, quando servidores do Google sofreram ataques realizados por chineses. A hipótese de o governo chinês estar por trás disso não foi descartada. Essa situação fez com que o Google reagisse de uma maneira inesperada, anunciando a remoção dos filtros de censura do www.google.cn como condição para manter suas operações no país. As autoridades chinesas não concordam: “se você não respeitar as leis da China, será antipático e irresponsável, e as consequências cairão sobre ti”, declarou recentemente Li Yizhong, Ministro da Indústria e da Tecnologia da Informação do país.

Todavia, se a saída da companhia se confirmar, os chineses não ficarão “desamparados”: por lá, o buscador mais utilizado é o Baidu, ficando o Google com apenas 30% do mercado. Mas, independente do que aconteça, esse é um acontecimento histórico: é a primeira vez que uma empresa de grande porte se levanta tão expressivamente contra um governo autoritário.

Referência: BusinessWeek. Imagem por www.freeimages.co.uk.