Formato M9T promete controle sobre volume de instrumentos e voz em músicas

A entidade Electronics and Telecommunications Research Institute (ETRI), sediada na Coréia do Sul, anunciou na última semana um formato de arquivo de áudio que tem como principal diferencial a possibilidade do usuário controlar o volume dos instrumentos das músicas e da voz do cantor: o M9T.

A idéia, também chamada de “Music 2.0”, deve atrair principalmente estudantes de música, que poderão, por exemplo, ocultar a voz ou qualquer instrumento para testar a sua própria performance, além de adeptos de karaokê, que poderão contar com mais recursos para cantar.

Arquivos M9T não terão DRM (Digital Right Management), o que significa que portadores de qualquer arquivo no formato poderão compartilhar suas músicas sem nenhuma restrição. Até o momento, Samsung e LG (não por acaso, empresas que também são coreanas) são as grandes companhias que já manifestaram interesse no novo formato.

O formato M9T também vem sendo anunciando como um possível substituto do padrão MP3, no entanto, ainda é muito cedo para saber se isso pode realmente acontecer.

Referências: The Inquirer, The Korea Times.