FEBRABAN: fraudes bancárias on-line têm como principal causa o comportamento dos usuários

Imagem ilustrativa: dinheiro + on-lineEm coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (22/11/2012), Marcelo Câmara, diretor setorial de prevenção a fraudes da FEBRABAN (Federação Brasileira dos Bancos), apontou o comportamento dos usuários como principal causa para as ocorrências de fraudes bancárias eletrônicas, especialmente no que diz respeito ao uso de cartão de crédito e transações realizadas pela internet.

Na visão do executivo, o problema se dá porque, de modo geral, a tecnologia consegue deixar o ambiente computacional cada vez mais seguro, fazendo com que os criminosos prefiram explorar brechas deixadas por clientes para as suas tentativas de fraude.

No que se refere às transações on-line, não são raros os casos de usuários que acessam sua conta bancária sem se preocupar com a segurança do seu computador, ignorando cuidados básicos, como a aplicação de correções do sistema operacional, o uso de um antivírus atualizado e a verificação de arquivos recebidos por e-mail. Estas situações representam perigo porque possibilitam, por exemplo, que um criminoso capture dados de login de uma conta com a instalação de um malware no computador da vítima.

O problema é um desafio para os bancos. A ausência de cuidados por parte dos clientes é, na maioria das vezes, consequência da falta de conhecimento e orientação quanto ao assunto. Assim, os bancos acabam se vendo obrigados a investir em segurança constantemente.

Mas, apesar dos esforços, o problema está longe de ter um fim: de acordo com os cálculos da FEBRABAN, as fraudes bancárias eletrônicas devem gerar um prejuízo de pelo menos 1,4 bilhão de reais apenas em 2012. Para combater o problema, as instituições bancárias investem, em média, 9,2 bilhões de reais todos os anos.

Para evitar problemas do tipo, basta tomar cuidados simples, como ficar atento a e-mails ou sites falsos, evitar acessar a conta bancária a partir de computadores públicos e utilizar navegadores de internet e sistemas operacionais atualizados. Você pode conhecer outras orientações nas dicas para evitar fraudes on-line com contas bancárias e cartão de crédito publicadas aqui no InfoWester.

Referências: Agência Brasil, FEBRABAN.