Fase difícil: TIM agora encara cobrança de quase R$ 1,4 bilhão em impostos atrasados

Os últimos dois meses têm sido complicados para a TIM. Depois do período de proibição da venda de novas assinaturas em 19 estados brasileiros e de ter sido acusada de “derrubar” propositalmente ligações de usuários do plano Infinity, a operadora agora lida com outro problema sério: a possibilidade de ter que desembolsar o equivalente a 550 milhões de euros para pagar supostos impostos atrasados.

De acordo com notícias publicadas em dois jornais italianos – Il Messaggero e Il Sole 24 Ore –, o valor se refere a uma decisão da Justiça Federal sobre dívidas tributárias que teriam sido acumuladas em nome da TIM Celular na região Nordeste do Brasil. Quando convertido para reais, o montante chega a quase 1,4 bilhão de reais.

Como não poderia deixar de ser, a quantia assustou investidores: as ações da Telecom Italia, companhia que controla as operações da TIM, chegaram a recuar quase 4% nesta segunda-feira (20/08/2012). Os papéis da TIM na Bovespa, que já não estavam “bem das pernas” por conta dos problemas mencionados no início desta nota, também sofreram desvalorização na data de hoje.

De acordo com o balanço financeiro da Telecom Italia, a TIM chegou a recorrer da cobrança em abril de 2012, mas teve o recurso rejeitado, o que a fez apelar da decisão no mês seguinte. Até o momento da publicação desta notícia, a companhia não havia informado como trataria do problema daqui para frente.

Referência: Exame.com.

2 comentários em “Fase difícil: TIM agora encara cobrança de quase R$ 1,4 bilhão em impostos atrasados”

  1. HAHAHA é a empresa de telefonia móvel que mais cresceu, mais arrecadou, menos investiu em melhorias e ainda tem impostos atrasados? Infinitamente uma piada!

  2. A tim é Infinity de tantos problemas!

    Tem mais é que se dar mau mesmo, quer dar de esperto e se ferra! Essa é a Lei do Retorno!

Os comentários estão fechados.