Excesso de exigências faz GoDaddy deixar de registrar domínios na China

Depois do Google, agora é a vez da GoDaddy anunciar restrições à China. A empresa possui clientes em várias partes do mundo que utilizam seus serviços para registrar domínios com as mais variadas terminações, mas está encontrando dificuldades para atuar no mercado chinês.

De acordo com um comunicado da companhia, o governo da China adotou regras que tornam o registro de domínios no país (com terminação .cn) muito mais difícil: cada solicitante é obrigado a oferecer dados pessoais detalhados para isso, inclusive uma foto.

Como se percebe, a motivação para a decisão da GoDaddy é, a princípio, diferente das razões do Google, que não concorda em manter filtros de censura em seu mecanismo de busca, como exige o governo da China. No entanto, é possível notar que as circunstâncias são semelhantes: o excessivo interesse das autoridades chinesas de ter controle sobre a “vida digital” de sua população.

Para especialistas no assunto, as regras impostas para o registro de domínios na China têm a finalidade de facilitar a vigilância sobre o que é publicado na internet, permitindo identificar e localizar facilmente autores de conteúdo considerado “inadequado” aos interesses do governo chinês.

Referência: The Washington Post.