Brasil é o 2º país em número de computadores “zumbis”, aponta a Microsoft

Um relatório divulgado recentemente pela divisão de segurança da Microsoft mostra que o Brasil é o segundo país em número de infecções por “redes zumbis” (botnets), perdendo apenas para os Estados Unidos. Considerando o primeiro semestre de 2010, o levantamento mostra que este último teve 2,2 milhões de infecções, enquanto o Brasil teve 550 mil.

Em geral, os botnets são utilizados para “recrutar” computadores para atividades maliciosas na internet, como emitir SPAM, capturar dados sigilosos, efetuar invasões, executar fraudes, entre outros. Com computadores “escravos” sendo utilizados, fica difícil encontrar os verdadeiros autores desses crimes.

A melhor maneira de se proteger desse tipo de problema continua sendo tomar cuidados básicos na internet, como ficar atento a links que chegam por e-mail ou mensagens instantâneas, aplicar atualizações de programas e do sistema operacional, utilizar um bom antivírus, entre outros. A própria Microsoft oferece uma solução de segurança bastante eficiente e gratuita: o Microsoft Security Essentials.

Felizmente, o relatório da empresa também mostra que a adoção dessas práticas de segurança está cada vez maior. Por outro lado, ainda há um número expressivo de usuários que não se atentam a esses aspectos. “Temos de reconhecer que uma parte dos usuários da internet sempre terá o risco de infecções devido a seus hábitos on-line (…), e em um mundo conectado globalmente, acabam por expor outros usuários conectados a ameaças potenciais. A solução do problema dos crimes cibernéticos requer criatividade, pensamento inovador e colaboração entre indústria, governo, legisladores e autoridades”, afirma Adrienne Hall, diretora geral da Microsoft Trustworthy Computing.

Mais informações estão disponíveis no endereço www.microsoft.com/sir.

Neste artigo, é possível conhecer dicas simples de segurança.