Até o Brasil: Ministério da Justiça pede informações sobre ataques à PlayStation Network

Mais um capítulo da novela sobre o ataque à rede PlayStation Network (PSN), desta vez envolvendo o Brasil: o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), divisão do Ministério da Justiça, comunicou hoje (04/05/2011) que a Sony foi notificada para fornecer explicações sobre o vazamento de dados sigilosos de seus servidores.

O DPDC deu prazo de dez dias corridos para que a empresa informe quais tipos de dados foram capturados, qual o número de usuários brasileiros atingidos e quais medidas estão sendo tomadas para evitar que ataques desse nível ocorram novamente.

Solicitações semelhantes estão sendo efetuadas por governos e entidades de defesa do consumidor de outros países, como Espanha e Estados Unidos. E não é por menos: juntos, os ataques que atingiram servidores da PSN, Qriocity e Sony Online Entertainment (SOE) podem ter colocado em mãos indevidas informações de mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo.

O assunto tem gerado grandes transtornos à Sony: além de ter que lidar com autoridades e com as críticas de boa parte de seus clientes, a direção da empresa também está sofrendo pressão de investidores, muitos dos quais estão insatisfeitos com o tratamento dado pela companhia ao problema.

Referência: Agência Brasil.

Um comentário em “Até o Brasil: Ministério da Justiça pede informações sobre ataques à PlayStation Network”

  1. Ainda bem que não participo desta rede. Mas como fazer para nos defender dos ataques. Se uma empresa como a Sony, macaca velha da área de tecnologia, foi atacada, imagina nós, reles mortais com presença na Internet…

Os comentários estão fechados.