Apple publica relatório sobre fiscalização em fábricas chinesas

Apesar de não ser a única companhia que contrata empresas chinesas para fabricar seus produtos, a Apple foi seriamente criticada nos últimos anos após as notícias de suicídios de funcionários da Foxconn que trabalhavam na produção de seus equipamentos. Como que para provar que está tratando o assunto com seriedade, a empresa publicou um relatório recentemente que detalha os resultados obtidos com a fiscalização realizada nas unidades fabris.

Fábrica na China – Imagem por Apple

Fábrica na China – Imagem por Apple

Um dos problemas mais sérios diz respeito ao trabalho infantil. No documento, é possível ver que a Apple descobriu que 11 fábricas que fornecem componentes empregavam menores de idade nas linhas de produção. Em um dos casos, a fábrica não atendeu às exigências para corrigir o problema e teve o seu contrato cancelado.

Em outro, a empresa identificou uma firma especializada em recursos humanos que ajudava famílias na falsificação de documentos para fazer com que menores de idade pudessem trabalhar em uma fábrica de componentes sem serem descobertos. A empresa em questão foi denunciada às autoridades chinesas, pagou multa e teve suas atividades suspensas.

Outro problema sério que exigiu esforços da Apple foram as jornadas de trabalho excessivas. A empresa afirma ter obtido resultados expressivos nos procedimentos que tentam evitar que funcionários ultrapassem 60 horas de trabalho por semana, que é a carga horária máxima permitida.

Por mais que a Apple e outras gigantes da indústria empreguem esforços para acabar com a exploração nas fábricas chinesas, este é um problema longe do fim. Em muitos casos, os excessos acontecem em fábricas secundárias, que fornecem componentes de menor importância, por exemplo, e que muitas vezes são pouco fiscalizadas. Além disso, há a a questão social: por mais que a lei proíba, o trabalho de menores é tido como essencial para a subsistência de muitas famílias.

O relatório completo está disponível em inglês no seguinte endereço: images.apple.com/supplierresponsibility/pdf/Apple_SR_2013_Progress_Report.pdf.

Referência: The Next Web.