Supercomputador poderá antecipar previsão do clima em 30 anos

O supercomputador japonês Earth Simulator (Simulador da Terra, em português) está sendo preparado para prever o clima do planeta com 30 anos de antecedência, ou seja, se a previsão for feita este ano (2006), será possível descobrir o clima da Terra em 2036.

Instalado na cidade de Yokohama, Japão, o Earth Simulator já recebeu 350 milhões de dólares de investimento e receberá outros 26 milhões por ano. Sua capacidade de processamento é monstruosa: cerca de 36 trilhões de cálculos por segundo.

Earth Simulator

Calcular variações climáticas e outras características meteorológicas é um grande desafio aos cientistas, principalmente pela complexidade dos cálculos.

O interesse por essas informações não se limita a evitar furacões, grandes tempestades ou períodos de seca. Há algo – dependendo do ponto de vista – mais crítico: a manipulação dos fenômenos climáticos.

Cientistas do mundo inteiro trabalham em projetos que permitiriam, por exemplo, criar chuvas artificiais, desviar furações e gerar tempestades. A idéia não é apenas evitar desastres ou salvar uma região de atividades agrícolas do castigo da seca, mas também usar a capacidade de manipulação do clima em guerras e conflitos políticos. Como exemplo, uma grande chuva poderia atrapalhar a movimentação de uma tropa inimiga ou atormentar a vida de Kim Jong II, ditador que comanda a Coréia do Norte.

Loucura, não? Prever o clima é mais importante do que parece. O Earth Simulator terá um grande trabalho pela frente…

Referências: Washington Post, Revista Sapiens nº 4.

Emerson Alecrim