Second Life será lançado no Brasil

Como o próprio nome sugere, Second Life é uma comunidade virtual (em 3D) onde os participantes podem ter “avatares” (personagens) que executam atividades semelhantes ao “mundo real”, incluindo negócios (com uma moeda chamada linden dolars), relacionamentos e diversão. É, de fato, como se cada usuário controlasse uma segunda vida.

O Second Life está se transformando em um grande sucesso, inclusive no Brasil. Em vista disso, a Linden Lab, companhia responsável pelo serviço, fechou uma parceria com o provedor IG e com a empresa Kaizen Games para lançar o Second Life no país. Com isso, os brasileiros poderão contar com versões virtuais de lugares importantes (como o Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro, e o Parque do Ibirapuera, em São Paulo) e suporte ao idioma português.

A idéia de “mundo secundário” no Second Life é tão levada a sério, que alguns participantes criaram negócios muito rentáveis. É o caso da chinesa Ailin Graef, que começou a vender animações que fazia no Second Life com seu avatar Anshe Chung. Depois, passou a comercializar terrenos e construções. Como o dinheiro virtual pode ser convertido em dinheiro de verdade, Ailin conseguiu fazer fortuna. Hoje, ela e seu marido administram uma empresa na China que conta com 23 funcionários apenas para desenvolver produtos e serviços no Second Life.

Com a chegada do Second Life no país, será possível aos brasileiros utilizar reais em suas transações, dispensando o uso de cartão de crédito internacional. É possível que surja até mesmo empreendedores do Brasil no serviço, embora isso não seja para todo mundo: para produzir objetos ou imóveis para venda, por exemplo, é necessário saber conceitos de computação gráfica.

O Second Life deverá ser anunciado oficialmente aos brasileiros no início de 2007. Para saber mais sobre essa comunidade virtual, clique aqui.

Referências: O Dia, Arena IG.

Emerson Alecrim