Mini-review: Nimbuzz – comunicação integrada via PC, celular e redes sociais

No final de junho (2008), tive a oportunidade de conhecer mais detalhes das atividades da Nimbuzz, graças a um convite enviado pela própria empresa. Para quem não sabe, os serviços da Nimbuzz são gratuitos e permitem ao usuário acessar sistemas de mensagens instantâneas (Windows Live Messenger, Google Talk, Yahoo! Messenger, AOL Instant Messenger, entre outros), compartilhar arquivos, realizar conferências e utilizar recursos de voz, tudo de maneira integrada entre o computador, o celular e rede sociais.

Para utilizar esses recursos, é necessário ir ao site do Nimbuzz e baixar um software para PC. Depois de instalado, o usuário visualizará uma janela por onde pode-se fazer login no serviço ou criar uma conta. Neste último caso, uma mensagem contendo um link de validação será enviado ao e-mail cadastrado. Feito isso, basta se logar no programa e configurar os seus dados para participar da rede do Nimbuzz e/ou inserir suas informações de login dos programas de mensagens instantâneas que você utiliza. Logo em seguida, será possível interagir com os seus contatos em uma única interface, independente do serviço de comunicação.

Comunicação instantânea via Nimbuzz

Nimbuzz via celularNote que todas essas e outras funcionalidades podem ser utilizadas através de um telefone celular. Para isso, o usuário deve entrar no site da Nimbuzz (ou acessar o endereço http://get.nimbuzz.com de seu telefone) e clicar no link de download para celular, onde pode-se escolher o arquivo apropriado ao seu aparelho. Com essa possibilidade, o Nimbuzz se mostra como uma opção interessante para quem deseja uma maneira simplificada de utilizar recursos de mensagens instantâneas e serviços relacionados em seu celular. É possível fazê-lo tanto por WiFi, caso o aparelho seja compatível, quanto pela rede de telefonia celular, neste último caso, sujeito à tarifação convencional da operadora.

O terceiro foco dos serviços da Nimbuzz são as redes sociais, e esse é um ponto que eu achei muito interessante. É possível inserir widgets (pequenos aplicativos) em páginas do Orkut (que vai permitir isso muito em breve através do OpenSocial), Facebook, MySpace, Flickr, Friendster, LinkedIn, etc, em seu blog e até no rodapé de seus e-mails. As pessoas que visualizarem esses widgets em sua página poderão te enviar uma mensagem, começar um bate-papo, iniciar conversa por voz, entre outros. Para utilizar essa funcionalidade, basta acessar o site da Nimbuzz, clicar em “Postar um widget” e, na página correspondente, personalizar seu widget escolhendo os serviços desejados e cores. O widget abaixo (talvez não visível para quem acessa esse post via RSS) é um exemplo e você pode testá-lo enviando mensagens a mim.

download Nimbuzz Mobile

É claro que nem tudo é perfeito. Para um serviço que já está funcionamento oficialmente no Brasil, é conveniente oferecer aos usuários interfaces em português, inclusive no contrato, durante o processo de instalação. Por enquanto, a única opção de idioma é o inglês. Além disso, ainda não há opção de instalação do programa em Mac OS X e em Linux. Para esses casos, por enquanto a Nimbuzz oferece uma interface Web. Ainda, o suporte ao usuário não é lá essas coisas e precisa melhorar muito. Os widgets nem sempre carregam na velocidade esperada e, por fim, há muitos aparelhos celulares que ainda não são compatíveis – o iPhone é um deles.

É importante ressaltar, no entanto, que a Nimbuzz promete solucionar esses detalhes, assim como pretende lançar novos recursos em breve. A empresa, de origem holandesa, acabou de chegar ao Brasil (começou a operar por aqui no final de maio de 2008) e oferece um serviço que tem (quase) tudo para agradar aqueles que, até por uma questão de organização, precisam de ferramentas que integram e permitam acesso fácil aos seus serviços mais utilizados na Web, especialmente via telefone celular.

Se este é o seu caso, está dada a dica!

PS: antes que alguém diga alguma coisa indevida – porque isso meio que está virando moda por aqui – não, a Nimbuzz não me pagou para falar sobre os seus serviços, tampouco me pediu para escrever sobre isso na apresentação que fez. Resolvi publicar esse post porque fui convidado a conhecer os serviços da empresa, testei, gostei do que vi e achei que poderia ser interessante aos leitores do site. Simples assim.

Emerson Alecrim