Orkut faz família encontrar seqüestrada depois de 72 anos

De acordo com uma notícia do site Info Exame, o Orkut foi responsável pelo desfecho de uma história incrível: graças ao site, familiares encontraram uma senhora de nome Cacilda Barreiro depois de 72 anos de seu seqüestro. Isso mesmo, depois de 72 anos!

De acordo com a matéria, a mãe de Cacilda sofreu um acidente e teve que ficar vários dias internada. Cacilda, à época com cerca de 2 anos de idade, foi entregue a um casal vizinho, que se negou a devolvê-la à mãe quanto esta teve alta do hospital. O casal sumiu dali levando Cacilda junto, sem deixar pistas.

Em torno de seus 15 anos, Cacilda (que passara a ser chama de Ivone) soube por conseqüência do divórcio do casal, que não era filha das pessoas que até então considerava seus pais. Todavia, o casal teve o cuidado de informá-la de que sua mãe biológica a abandonou, o que a fez tomar a decisão de não procurá-la. Foi também nesse momento que ela soube de seu verdadeiro nome.

Onde o Orkut entra nessa história? Pois bem, Larissa Barreiro, neta de Cacilda, postou uma mensagem na comunidade Família Barreiro onde cita o nome da avó, afirmando que ela é filha de Davino Barreiro e Carmen Perez. Em uma mensagem logo abaixo, uma participante chamada Simone Barreiro citou o nome de seu avô como sendo Davino Barreiro, mas aparentemente, a coincidência passou despercebida pelas duas. No entanto, um primo de Simone leu o tópico, percebeu a dupla menção do nome e tratou de juntar as peças.

Cerca de um mês depois, Cacilda Barreiro, que mora no Rio de Janeiro, viajou a São Paulo para finalmente encontrar seus familiares. Parabéns a todos os envolvidos na história! Como a mídia, em geral, só noticia atrocidades que aconteceram através do Orkut, é bom saber de algo tão positivo de vez em quando 🙂

Referências: Info Exame, Comunidade Família Barreiro (Orkut).

Emerson Alecrim