O mundo de olho no Brasil

O mundo sempre acompanhou as eleições no Brasil, assim como acontece na maioria dos países, mas desta vez parece que a cobertura das outras nações é bem maior. No dia 1° de outubro (2006), quando os brasileiros foram às urnas, o assunto era destaque na maioria dos jornais internacionais. Não é preciso nem dizer que agora todos estão de olho no segundo turno. Abaixo segue uma pequena lista dos jornais internacionais que estão destacando as eleições brasileiras:

:: Infobae (Argentina): Ahora, Lula quiere debatir;
:: El País (Espanha): Alckmin recibe el apoyo de una facción del principal partido brasileño para la segunda vuelta;
:: BBC (Inglaterra): Brazil candidates vie for regional backing;
:: The Calgary Sun (Canadá): Brazil runoff confirmed;
:: San Francisco Chronicle (Estados Unidos): For Lula, will second round be the charmer?;
:: Le Figaro (França): Lula contraint d’affronter un deuxième tour;
:: La Stampa (Itália): San Paolo volta le spalle a Lula: «E’ un corrotto»;
:: Maerkische Allgemeine (Alemanha): Denkzettel für “Lula”.

E não pára por aí. Se você visitar o Google News e digitar, por exemplo, Brazil, Lula ou Alckmin no campo de busca e selecionar as versões do site para outros países, irá encontrar centenas de matérias.

Foge do intuito deste blog discutir as razões pelas quais isso ocorre, mas uma coisa é certa: o interesse cada vez maior por acontecimentos em outras nações tem a internet como um dos principais culpados. O acesso à informação é cada vez fácil e a mídia especializada se deu conta disso. A conseqüência é essa: sabe-se de tudo, em qualquer lugar, e não há idioma ou cultura que sirva como barreira.

Emerson Alecrim