Microsoft divulga os 12 “mandamentos” do Windows

Numa tentativa de conquistar a confiança de empresas, autoridades e usuários domésticos, a Microsoft divulgou uma lista com 12 “mandamentos” para as próximas versões de seus sistemas operacionais, em especial o Windows Vista:

1 – Assegurar a desenvolvedores e usuários a possibilidade de instalação de qualquer software;

2 – Os fabricantes poderão inserir ícones e menus que sejam facilmente encontrados pelos usuários;

3 – Será facilitado, tanto a usuários como a fabricantes e desenvolvedores, a definição de outros programas como padrão;

4 – Os fabricantes poderão desativar programas padrão do Windows, como o Windows Media Player e o Internet Explorer;

5 – A Microsoft não tomará nenhuma medida contra fabricantes que promoverem softwares concorrentes aos seus;

6 – Será disponibilizado, livremente, a documentação das APIs (Application Programming Interface) do Windows;

7 – Os serviços do Windows Live não serão integrados diretamente ao Windows;

8 – A Microsoft não dificultará ou impedirá o acesso a nenhum site;

9 – A Microsoft não fechará contratos que exijam uso exclusivo de seus softwares;

10 – A Microsoft deixará disponível, em termos comerciais razoáveis, toda os seus protocolos de comunicação, assim como suas respectivas documentações;

11 – A Microsoft licenciará todas as suas patentes, com exceção para aquelas que se mostrem como um diferencial de seus produtos;

12 – A Microsoft se compromente a suportar todos os padrões estabelecidos pela indústria.

Se a Microsoft cumprir essas regras, terá chances muito pequenas de enfrentar processos antitrustes (em poucas palavras, processos contra práticas monopolistas). Por ter documentado em seu site essas intenções, é muito provável que a empresa de Bill Gates esteja disposta a cumprir cada uma delas. É esperar para ver.

Para ler os 12 “mandamentos” em detalhes, clique aqui (em inglês).

Emerson Alecrim