Linguagem Perl completa 20 anos

Aniversário da linguagem PerlHoje, 18 de dezembro de 2007, a linguagem de programação Perl está completando 20 anos de existência. Criada por Larry Wall (que cuida da evolução do projeto até hoje), à época programador da Unisys, a linguagem sobrevive firme e forte, embora já não tenha a mesma força que linguagens como PHP, Python, Ruby e Java.

O Perl ainda é muito utilizado, principalmente em scripts CGI. Prova disso é que há até quem pense que scripts CGI são gerados apenas em linguagem Perl, quando, na verdade, podem ser feitos em PHP e C, por exemplo. A sua adoção poderia até ser maior nos dias de hoje, mas o Perl não é exatamente uma linguagem fácil de aprender. A não ser que você já tenha uma boa experiência em programação, dificilmente entenderá um código-fonte em Perl fazendo uma simples análise.

Apesar disso, a linguagem Perl tem grande aceitação pelas inúmeras vantagens que oferece, entre elas:

  • estabilidade e segurança;
  • capacidade de rodar em várias plataformas;
  • suporte a uma grande quantidade de bancos de dados;
  • extensibilidade através de módulos (há milhares deles);
  • está disponível sob uma licença GNU;
  • pode ser aplicada em uma grande variedade de aplicações, até mesmo em serviços de missão crítica.

A origem do nome Perl é um tanto quanto curiosa: originalmente, a linguagem se chamava “Pearl”, em referência à Parábola da Pérola (uma passagem bíblica), mas já havia uma linguagem com esse nome. Então Larry Wall decidiu mudá-la para “Perl”. Houve algumas propostas para que esse nome tivesse algum significado que a descrevesse. A nomenclatura mais aceita é Practical Extraction and Report Language, mas o próprio Larry Wall, numa demonstração de seu rico humor, sugeriu Pathologically Eclectic Rubbish Lister (algo como “listador de lixo patologicamente eclético”).

Mas, falar do aniversário da linguagem Perl apenas lembrando de seu criador, Larry Wall, talvez seja injusto. Há um outro grande nome que deve ser lembrado, justamente por ter ajudado a popularizar a adoção do Perl: estou falando de Randal L. Schwartz, autor de vários livros e publicações sobre a linguagem e participante ativo de iniciativas como Perl Mongers, The Perl Foundation e PerlMonks. Eu assisti a uma palestra de Schwartz no CONISLI 2005, e saí de lá tendo a melhor das impressões sobre o seu trabalho.

Resta agora saber se a linguagem Perl terá fôlego para mais 20 anos. É fato que outras linguagens estão tomando o seu espaço, mas ainda está longe o dia em que o Perl será uma mera lembrança, portanto, se você é ou pretende ser programador e quer ter um diferencial em seu currículo, apostar no Perl pode ser uma boa idéia 😉

Feliz aniversário, Perl!

Referências: Barrapunto, Wikipedia, Perl.org.

Emerson Alecrim