Internet Explorer 8: a promessa da Microsoft

O encontro

Na última terça-feira (26/08/2008), pela terceira vez, a Microsoft Brasil se reuniu com blogueiros em sua sede, em São Paulo. Desta vez, eu tive a honra de ser um dos convidados, junto com Alexandre Fugita (Techbits), Amanda Wanderley (Decodificando), Graveheart (GuraveHaato desu ka?), Jonny Ken (Infopod) e Rui Maciel (Techguru).

Representando a Microsoft, um time de peso: Galileu Vieira (gerente de novas tecnologias), Miguel Ferreira (program manager para a divisão Core Operating System), Priscyla Alves (gerente de produtos Windows para o consumidor final), Pedro Bojikian (gerente de desenvolvimento de negócios da plataforma Windows) e Silvio Oliveira (arquiteto de soluções Web). Também tive a oportunidade de conhecer pessoalmente o René de Paula Jr.

Encontro: Microsoft e blogueiros
Da esquerda para a direita: Galileu, Jonny, Rui, Amanda, Miguel, Fugita, Pedro, Graveheart e eu.

O evento foi bastante descontraído. No início, conversamos sobre várias coisas, como Photosynth, Eee PC e até Linux. Mas, não demorou muito para entrarmos no assunto principal: a apresentação do Internet Explorer 8. Confesso que fiquei surpreso com o que vi. O Internet Explorer 8 (IE8), mesmo ainda não finalizado, apresenta um amadurecimento em relação à experiência do usuário que é surpreendente. A seguir, apresento uma lista com as principais novidades do navegador.

– Destaque do domínio na URL

Na apresentação feita pelo pessoal da Microsoft, essa foi uma das novas características que, de imediato, chamou a atenção. Para fazer com que o usuário tenha certeza de estar no site desejado e não em um endereço parecido com o original, o IE8 destaca o domínio na URL do site visitado:

Essa é uma arma que pode ajudar o usuário a identificar sites falsos – de bancos, por exemplo – que têm páginas semelhante às originais, mas que ficam hospedadas em endereços totalmente diferentes.

– Favoritos incrementado

O recurso que permite armazenar suas páginas favoritas foi ligeiramente incrementado. Antes, no Internet Explorer 7, apenas uma estrelinha no canto esquerdo da tela indicava a presença desse recurso. O Internet Explorer 8 exibe um botão com a estrelinha e com a palavra “Favoritos”. A barra correspondente a esse recurso permitirá visualizar melhor os itens marcados.

– Auto-completar e exclusão de endereço

Tal como já acontece no Firefox 3, o Internet Explorer 8 permite ao usuário acessar determinado site digitando apenas algumas letras. Assim que o usuário o fizer, o navegador sugerirá endereços com base no histórico de páginas acessadas e nos sites marcados como favoritos. Por exemplo, suponha que você visitou recentemente o endereço infowester.com. Quando você digitar info em outra oportunidade, o navegador sugerirá infowester.com automaticamente, permitindo o acesso ao endereço sem necessidade de digitá-lo por completo. Note que essa funcionalidade não se baseia apenas na URL, mas no nome do site também.

Internet Explorer 8

Outra coisa interessante é que você poderá apagar da lista de sugestões um endereço indesejado ou digitado errado:

Internet Explorer 8

– Busca aprimorada

Esse é um dos pontos de maior destaque do IE8. Aquela barra de pesquisa que fica ao lado da barra de endereços foi aprimorada. Da mesma forma que a barra de endereços sugere links, a barra de pesquisa sugere termos de busca baseados no site a ser pesquisado. Pode ser qualquer um: Live, Google, Wikipedia, eBay, Amazon, etc. O usuário poderá inserir mecanismos que não estiverem listados por padrão no navegador e, no Brasil, haverá integração com sites como Submarino e Buscapé.

Internet Explorer 8

Para entender melhor, suponha que você digitou “anatomy” na barra de busca e escolheu como opção de pesquisa o site da Amazon, que eu acabei de instalar (acima, a página de instalação dessa opção de busca). O IE 8 exibirá alguns “pré-resultados” contendo produtos com o termo indicado:

O termo pesquisado foi “anatomy”, e o IE8 sugeriu livros e até o seriado Grey’s Anatomy em sua pré-visualização.

– Aceleradores

Outro recurso muito bacana. Suponha, por exemplo, que você encontrou o nome “Arthur Dent” em uma página qualquer. Você quer saber quem é pessoa, então seleciona o nome, o copia, vai até o Google, cola o termo no campo de busca e faz uma pesquisa. Com os aceleradores do Internet Explorer 8, é possível fazer isso muito rapidamente. No caso do citado exemplo, basta selecionar “Arthur Dent” na página, esperar aparecer o ícone de aceleradores, clicar nele, escolher o serviço para onde você deseja enviar o termo (no caso, Google) e aguardar o IE8 abrir a página de resultado:

Internet Explorer 8

Note que é possível adicionar ou mesmo remover aceleradores, tudo conforme o gosto do usuário.

– Grupos de abas separadas por cores

Esse foi um dos recursos que eu mais gostei, pois é perfeito para quem, como eu, mantém várias e várias páginas abertas quando está na internet. Essa funcionalidade faz com que uma ou mais abas abertas a partir de uma determinada página assumam as mesmas cores. Assim, é possível dividir as abas em grupos:

Internet Explorer 8

Além de facilitar a organização e a localização das páginas abertas, esse esquema de agrupamento permite fechar ao mesmo tempo abas de uma determinada cor. Repare também que é possível contar com outros recursos de gerenciamento de abas, como reabrir páginas fechadas recentemente, manter aberta apenas a aba atual, enfim. Para isso, basta clicar com o botão direito do mouse sob uma aba e escolher a opção desejada. Ah, e eu já ia esquecendo: no IE8, uma aba sempre é aberta ao lado da página de origem e não no final da fila de abas existentes. Bacana, não?

– Restauração de abas com “crash”

Dá uma raiva danada quando a gente abre uma página e, por algum motivo, ela faz o navegador todo fechar. Agora, no Internet Explorer 8, somente a aba problemática vai ser fechada e, posteriormente, reaberta.

– Aviso de segurança “sangrento”

Calma! Quando digo “sangrento” é porque o Internet Explorer 8 exibirá mensagens de alerta ao usuário com uso intenso da cor vermelha. Tal característica poderá fazer até com que o usuário mais desatento preste atenção na mensagem que o navegador está exibindo e evite cair nas inúmeras armadilhas que existe na internet.

Internet Explorer 8

– Bloqueio de downloads e arquivos perigosos

O Internet Explorer 8 será capaz de bloquear arquivos perigosos antes mesmo de serem baixados. Isso é possível porque o navegador consulta um banco de dados que contém registros de arquivos já identificados como maliciosos. Quando esse recurso foi apresentado, perguntei ao pessoal da Microsoft se não haveria o risco do IE8 bloquear arquivos “bonzinhos”. A resposta dada é a de que haverá todo um cuidado para evitar esse tipo de problema (mesmo porque pegaria mal ver o Internet Explorer bloqueando por engano o download do Firefox, por exemplo 🙂 ).

Ainda no que se refere à segurança, haverá também bloqueio de scripts externos ao site original. Tal funcionalidade ajuda a evitar ataques do tipo Cross Site Scripting, por exemplo. Nesse ponto, todos os blogueiros manifestaram certa preocupação com a possibilidade do IE8 bloquear scripts externos realmente úteis, como os códigos do Google Analytics, serviço utilizado em muitos sites da Web. Novamente, o pessoal da Microsoft disse que os responsáveis por esse recurso farão o possível para evitar enganos desse tipo.

– Modo de compatibilidade

Você acaba de entrar em um site e percebe que ele não funciona bem no Internet Explorer 8, embora abra normalmente na versão 7 do navegador. E agora, o que fazer? Use o modo de compatibilidade. Ativando esse recurso, o IE8 passa a utilizar o mesmo “motor” do IE7, fazendo com que a página que não funciona direito seja exibida normalmente.

Internet Explorer 8

– InPrivate

O seu computador quebrou e você decide então utilizar o PC do seu irmão. Para não deixar rastros das páginas que visitou (aquelas em que aparecem mulheres ou homens fazendo “nu artístico”, por exemplo 😀 ), você pode utilizar o recurso InPrivate (que em português vai receber outro nome). Com ele, dados como cookies e histórico de navegação não serão gravados pelo Internet Explorer 8.

Internet Explorer 8

– Não apagar cookies e cache de sites favoritos

Apagar arquivos de cache e cookies de vez em quando é bom, pois pode deixar o navegador mais rápido e liberar espaço em disco. O problema é que isso pode eliminar configurações que você utiliza nas páginas mais visitadas. No IE8, será possível apagar cache, cookies e outros dados, mas ao mesmo tempo, será possível manter essas informações para as páginas que você guarda em seus favoritos.

–  Web Slices

Outro recurso porreta! Os Web Slices funcionam como uma espécie de RSS (se você não sabe o que é isso, clique aqui), só que com mais recursos. Com eles, é possível acompanhar atualizações de páginas ou serviços da internet. Por exemplo, suponha que você encontrou um livro que te interessa em uma loja on-line, mas notou que seu estoque indica “esgotado”. Se a página for compatível com Web Slices, você pode marcá-la e, então, quando o produto for novamente disponibilizado para venda, o IE8 emitirá um alerta avisando da atualização da página.

Os Web Slices podem ser usados para uma série de recursos, como acompanhamento de ações da bolsa, obtenção de notícias, atualização da página de um amigo (no Facebook, por exemplo, desde que você esteja logado no serviço), etc.

Para os Web Slices funcionarem, é necessário que os sites possuam um script apropriado. É possível que outros navegadores, como o Firefox e Opera, também sejam compatíveis com esse recurso no futuro. Saiba mais sobre implementação de Web Slices nesta página. Se quiser mais detalhes sobre o recurso, visite este link.

– Developers Tools

Esse é um recurso que descobri fuçando e que certamente vai agradar o pessoal que trabalha com programação Web e web design. Por meio do Developers Tools é possível fazer análises, testes e validações de códigos em HTML, CSS e scripts de cada página visitada.

Internet Explorer 8

Outro recurso muito bom!

Finalizando

O que mostrei acima são os principais pontos do Internet Explorer 8, na minha opinião. Conforme disse no início do texto, fiquei impressionado com o navegador, não apenas pela proposta de seus recursos, mas também pelo empenho da Microsoft em fazer um produto realmente bom. Além disso, é importante frisar que, desta vez, a Microsoft tem grande preocupação em seguir os padrões Web, ao invés de priorizar recursos proprietários ou limitados.

É claro que esse é um assunto que rende. Vai ter gente falando que o Internet Explorer copia recursos do Firefox, que algumas das novidades do navegador já estão disponíveis no navegador da Mozilla por meio de extensões, que a Microsoft está querendo – novamente – determinar sozinha os rumos do mercado, enfim. O fato é que, sim, um navegador pode realmente copiar recursos do outro, mas o que vale mesmo é a disputa, porque aí quem sai ganhando é o usuário.

Com o Internet Explorer 8, a Microsoft mostra que está mesmo determinada a manter sua liderança no mercado, mas competindo nos aspectos que mais importam: inovação, otimização e foco nos interesses do usuário. As expectativas são boas e a briga entre Internet Explorer, Firefox e Opera promete pegar fogo. Viva a concorrência!

Se você quiser avaliar o Internet Explorer 8 (em inglês), é possível baixar o Beta 2 nesta página. Note que se trata de uma versão de teste, portanto, pode não ser uma boa idéia instalar o navegador em seu computador principal. O faça por sua conta e risco.

Ah, você deve estar querendo saber quando a versão final do IE8 será lançada. Bom, ainda não se sabe, mesmo porque ainda há muito o que ser feito. O Beta 2 já mostra os recursos mais importantes do IE8, todavia, há detalhes que precisam de acerto (o navegador está um pouco lento, dá pequenos travamentos, ocupa um significativo espaço na memória, enfim). Em todo caso, saiba que o browser não exigirá validação de cópia original do Windows.

Se estiver testando o IE8, sinta-se convidado a registrar suas impressões aqui nos comentários. E se quiser saber mais, não deixe de ler o texto sobre o assunto que o Rodrigo Ghedin publicou no WinAjuda, assim como o post e o podcast do Jonny Ken no Infopod. As análises deles estão muito boas 😉

Emerson Alecrim