Hunch, uma rede social para te ajudar a tomar decisões

Em agosto de 2008, eu reportei aqui que Caterina Fake estava trabalhando em um projeto chamado Hunch. A notícia gerou certa expectativa na época, pois Caterina Fake é ninguém menos que uma das fundadoras do serviço de fotos on-line Flickr, que hoje pertence ao Yahoo!.

Pois bem, no final de março de 2009, o Hunch começou a enviar convites para quem havia cadastrado seu e-mail previamente. Eu recebi um e, finalmente, acabei descobrindo qual é a finalidade do Hunch: em poucas palavras, trata-se de uma rede social que te ajuda a tomar decisões sobre os mais diversos assuntos.

O Hunch não é, necessariamente, um serviço de perguntas e respostas, como Yahoo! Respostas ou o Brasigo. É algo mais elaborado, com uma proposta um pouco mais ousada. Suponha, por exemplo, que você queira uma dica de país da Ásia para passar suas férias. Você digita “vacation asian” no campo de busca do Hunch, escolhe a questão relacionada, responde algumas perguntas e, com base nisso, o serviço te dá uma indicação.

Hunch

Você pode aceitar a sugestão (ou sugestões, já que pode ser mais de uma) ou rejeitar. De acordo com suas atividades, o Hunch vai aprendendo os seus gostos, fazendo com que o retorno de seus testes seja cada vez mais preciso.

E você pode criar perguntas, responder as perguntas de outros usuários, adicionar pessoas, “favoritar” resultados, etc. De modo geral, achei o Hunch deveras interessante e creio que o serviço tem tudo para fazer grande sucesso, mas talvez nem tanto quanto o Flickr.

A parte chata é que o Hunch, por enquanto, só funciona no idioma inglês e, por estar bem no início, só aceita usuários que tenham recebido convite. Mas, neste ponto, eu posso dar uma ajudinha: tenho 5 convites aqui. Os cinco primeiros que pedirem nos comentários, levam (só tome o cuidado de informar o e-mail correto no campo correspondente de seu comentário) 😉

Emerson Alecrim