Brasil terá 76 mil vagas de TI não preenchidas em 2013, segundo estudo

Redes - imagem ilustrativaUm estudo realizado pelo IDC por encomenda da Cisco mostra que o Brasil terá, em 2013, pelo menos 275 mil novas vagas em áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), mas pouco mais de 76 mil destas oportunidades ficarão em aberto. O motivo é um “fantasma” já bastante conhecido: falta de mão de obra qualificada.

O problema não é exclusivo do Brasil. O levantamento foi feito também em outros sete países da América Latina: Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, México, Peru e Venezuela. Somando todos, o IDC constatou que, durante o ano de 2011, a região teve 139.800 vagas não preenchidas. Em 2015, este número deverá aumentar para 296.200.

No caso do Brasil, haverá pelo menos 363 mil novas vagas em 2015, mas 117 mil deverão ficar em aberto. Entre os países estudados, o déficit tupiniquim só é menor que o do México. E o problema se intensifica por causa da Copa do Mundo de 2014 e das Olímpiadas de 2016, já que estes eventos exigem altos investimentos em TI.

No que diz respeito ao segmento de redes, que é o principal mercado de atuação da Cisco, faltam profissionais em diversas ramificações, principalmente segurança, telefonia IP, redes sem fio, computação nas nuvens, mobilidade, data centers e virtualização.





6 comentários:

  1. anonymous


    A vida real é dura se ganha pouco
    nao da nem pra um lanche nem pão com ovo e refri de tubaína de R$1.50 na vendinha do Zé, o profissional de TI ganha menos que o lixeiro da minha cidade, aos que estao querendo começar fuja dessa furada.
    Essa area que ta mais que saturada sendo o “Telemarketing e Call Center do seculo 21 o cancêr do mercado de trabalho “.Mas isso é uma rara exceção.
    Basta observar a quantidade de comentários semelhantes ao meu em outros sites, para saber que eu tenho razão, é galera corram atrás que a realidade é dura e cruel procurem um curso superior que vale a pena pra trabalhar que nem adulto e não ganhar para sobreviver ganhando tendinite, óculos e dor na coluna o patrao das empresa exigem muito conhecimento na area e pouco reconhecimento das função seja ela qual for no rumo de TI.
    Ah! já ia esquecendo. Consultorias e empresas continuem pagando anuncios no jornal hoje e demais jornais de TV sobre a falta de profissionais nas areas de TI.
    Então para quem já concluiu algum curso ligado esta area pode ser graduacao ou tecnólogo se ta na miséria das profissões do futuro ou seja chora neném pois quando papai e mamãe dizia estuda filhinho para ser alguem na vida ela nao dizia a vida de TI.

  2. Humildade Zona norte


    Então ta cheio de vagas porque não pagam esses profissionais justamente como merecem por anos de estudo e dedicacao na faculdade, vc no final nao tem o retorno merecido resumindo nao vale a pena as profissões deste ramo.

  3. Anderson


    De acordo com meus colegas ai de cima, e ja penso em outro caminho.

  4. Paulo Henrique


    Minha duvida é saber qual a real qualificação destes que reclamam. O mercado hoje exige muito mais que um curso superior. Quantos idiomas vocês falam? Tem especialização? tem MBA? Alguma experiência? Moram em qual cidade? Tudo isso faz diferença. Morar no interior, formar em Sistema de Informação, mal fala português, acha que saber fazer site e configurar rede é diferencial e ainda ta querendo ganhar 10.000 por mês? cai na real e deixa de ser incompetente!

  5. Analista Jr.


    No Brasil a área de TI funciona mais ou menos assim:

    Pagam pouco porque tem o técnico e não tem o superior.

    Pagam pouco porque tem o técnico e superior mas não tem inglês.

    Pagam pouco porque tem o técnico, superior inglês mas não tem certificação ;

    Pagam pouco porque tem o técnico, superior, inglês, certificado mas tem pós.

    Pagam pouco porque tem o técnico, superior, inglês, Pós mas só tem o primeiro nível do certificado…

    E assim vai…

  6. carlos


    inglês, faculdade, certificação, não saiu de casar pra ganhar menos de 5mil clt com muitos beneficios, se for longe de casa 8mil.

    falta profissional ou não querem pagar por eles?

    banalizam os cursos, formando excedente de mão de obra, justamente para os poucos que ganham bem, logo, ganhar menos.

    estudar para uma certificação cisco pra ganhar 3mil? é brincadeira, não faço isso, talvez eu faça se for pra ganhar 7mil, mas ai pedem mais coisas, então, no fim, não compensa.

    analista financeiro, adm, contabil, estão ganhando mais e trabalhando bem menos.