Windows Phone 7 Series: será que agora a Microsoft emplaca no segmento móvel?

Enquanto nós estávamos aqui curtindo o carnaval, a Microsoft estava lá fora, no evento Mobile World Congress, anunciando o Windows Phone 7 Series. Mas não pense que esse é apenas mais um produto qualquer, não. É, na verdade, uma tentativa de respeito da Microsoft de ocupar, de uma vez por todas, uma posição de destaque no tão disputado segmento de dispositivos móveis.

A empresa trabalhou por mais de um ano no desenvolvimento do Windows Phone 7 Series, um intervalo de tempo precioso para um mercado dominado por plataformas cada vez mais populares, como Android, iPhone OS e Symbian, mas necessário para entregar ao usuário um sistema móvel capaz de oferecer uma experiência mais rica e inovadora. E parece que a Microsoft conseguiu…

Tela do Windows Phone 7 Series - Imagem por Microsoft
Tela do Windows Phone 7 Series – Imagem por Microsoft

De cara, a Microsoft deixou claro que os principais atrativos do Windows Phone 7 Series estão na integração da plataforma com a rede Xbox Live e a interface inspirada no Zune HD.

Decisões bastante acertadas, na minha opinião. A integração com a rede Xbox Live pode ser um grande diferencial do Windows Phone 7 Series em relação a outras plataformas para atrair fãs de games. Por sua vez, a interface do Zune HD não é apenas um conjunto de telas bonitas, mas também um sistema que permite ao usuário utilizar o dispositivo de maneira bastante otimizada, motivo mais que suficiente para justificar a sua implementação no Windows Phone 7 Series.

A Microsoft também destacou em sua nova plataforma um conceito que a empresa chama de “hubs“, que são, por assim dizer, “focos centrais” com os quais o sistema operacional está preparado para trabalhar. São eles:

– People:
oferece recursos para que o usuário possa se conectar a redes sociais, como Windows Live e Facebook, por exemplo, além de oferecer meios para que a pessoa possa compartilhar fotos e outras informações com amigos;

– Pictures: oferece recursos para que o usuário possa acessar e compartilhar fotos, permitindo inclusive sincronização com o PC;

– Games: usuários do Xbox Live poderão acessar seu profile e seu avatar facilmente no Windows Phone 7 Series;

– Music + Video: o usuário poderá encontrar ferramentas para escutar suas músicas, acessar vídeos on-line, ouvir rádio FM, compartilhar recomendações de faixas, entre outros;

– Office:
esta opção oferece recursos de produtividade para que o usuário possa acessar, editar e até compartilhar documentos, contando para isso com integração às ferramentas do Office;

– Marketplace: canal que permitirá ao usuário adquirir e baixar aplicativos ou jogos, semelhante ao que já acontece com a linha iPhone, da concorrente Apple.

Hub Music + Video - Imagem por Microsoft
Hub Music + Video – Imagem por Microsoft

Por ora, é difícil dizer se o Windows Phone 7 Series será capaz de abalar a hegemonia dos sistemas concorrentes, mas as imagens e vídeos disponibilizados pela Microsoft mostram que isso pode sim acontecer e muitas empresas apostam nisso: fabricantes como Dell, HP, HTC, LG, Samsung e Sony Ericsson, além de operadoras como AT&T, Orange, Telefônica e Verizon estão entre as companhias que pretendem trabalhar com o Windows Phone 7 Series.

Empolgado para experimentar essa novidade? Eu também! O problema é que os primeiros smartphones com Windows Phone 7 Series devem ser lançados oficialmente apenas no final de 2010. Isso nos Estados Unidos. No Brasil, muito provavelmente as primeiras unidades só chegarão em meados de 2011 e com aqueles precinhos camaradas que a gente já conhece. Enquanto isso, você pode conferir mais detalhes da novidade no site oficial do Windows Phone 7 Series.

Referências: Microsoft News Center, O Blog do Windows para o Brasil.

Emerson Alecrim