Terceira geração: o Xbox One vem aí!

Ocupar espaço em um mercado até então dominado pelas japonesas Nintendo e Sony parecia missão impossível, mas a Microsoft conseguiu. Prova disso é que, nesta terça-feira (21/05/2013), a companhia apresentou oficialmente a *terceira* geração de seu console: vem aí o Xbox One, que chega para fazer frente ao Nintendo Wii U e ao futuro PlayStation 4 (PS4).

Parece um receptor de TV, mas este é o Xbox One mesmo - Imagem original por Microsoft

Parece um receptor de TV, mas este é o Xbox One mesmo – Imagem original por Microsoft

Com processador de 8 núcleos, 8 GB de memória RAM, HD de 500 GB, leitor de Blu-ray, saída HDMI, Wi-Fi 802.11n e portas USB 3.0, o novo console leva bastante a sério a tendência de os consoles de games serem cada vez mais uma central de entretenimento completa e, portanto, multitarefa: para dar conta de todas as suas funcionalidades, o dispositivo rodará três sistemas simultaneamente.

Com o Xbox One, o usuário poderá inclusive utilizar comandos de voz para navegar pela internet, verificar a programação da TV (nos Estados Unidos, ao menos), assistir a filmes por streaming, conversar a partir do Skype e assim por diante. Não que não seja possível utilizar pelo menos boa parte destes recursos nas gerações atuais, mas a experiência de entretenimento em geral no novo Xbox parece ter sido sensivelmente aprimorada.

Neste sentido, o Kinect também evoluiu: a nova versão do dispositivo é capaz de capturar movimentos com muito mais precisão e velocidade, podendo inclusive calcular a intensidade de força de determinados gestos ou estimar os batimentos cardíacos do usuário (!!!). Dá até para executar determinados comandos na interface do sistema com movimentação das mãos, como ampliar o tamanho de um vídeo em segundo plano. Resta saber quais jogos serão capazes de explorar todo este potencial de maneira criativa.

Falando nos jogos, a Microsoft exibiu rápidas demonstrações de alguns títulos já confirmados para o Xbox One. Entre eles estão jogos como Forza Motorsport 5, FIFA 14, NBA Live 14, Madden NFL 25 e Call of Duty: Ghosts. De acordo com a Microsoft, 15 games serão exclusivos do console por pelo menos um ano.

A rede Xbox LIVE será mantida, é claro. Por outro lado, não haverá compatibilidade com jogos do Xbox 360 por causa das diferenças de arquitetura. Quem sabe alguma solução posterior de emulação consiga superar esta limitação, mas acho muito pouco provável.

O joystick do Xbox One, por sua vez, é parecido com o controle do Xbox 360, mas conta com cerca de 40 mudanças em relação a este último, segundo a Microsoft. O reconhecimento dos comandos estão mais precisos, inclusive pela melhor medição da pressão nos botões. Além disso, será possível utilizar um smartphone ou tablet (nas plataformas da Microsoft, presumo) como controles.

O joystick do Xbox One. Bonitão, né? - Imagem original por Microsoft

O joystick do Xbox One. Bonitão, né? – Imagem original por Microsoft

A apresentação do Xbox One durou cerca de uma hora e deixou algumas perguntas no ar, como: o console deverá ser lançado no final de 2013, mas com que preço e em quais países? Os comandos de voz funcionarão em algum idioma diferente do inglês?

Teremos que esperar um pouco para esclarecer estas e todas as demais dúvidas, mas uma coisa é certa: apesar de não muito detalhada, a apresentação do Xbox One foi muito mais reveladora e cativante que o anúncio do PlayStation 4. No final das contas, teremos uma briga e tanto. Bom para os gamers de plantão 😉

Vídeo apresentando o novo Xbox

Mais informações em news.xbox.com/xboxreveal.

Emerson Alecrim





Nenhum comentário

Comentários encerrados.