Tecnologia sobre rodas: Ford Edge 2012 tem comandos por voz e GPS

Estamos em uma fase onde os carros estão começando a ficar tão inteligentes quanto o seu laptop ou o seu smartphone. Tudo para o nosso devido proveito, afinal, passamos boa parte de nossas vidas dentro destas máquinas. É por isso que eu reservei a manhã de hoje (06/12/2011) para conferir o lançamento oficial do Ford Edge 2012 no Brasil, que aconteceu em São Paulo – SP. É, simplesmente, um carro que exala tecnologia.

Edge 2012 – Imagem por Ford

Edge 2012 – Imagem por Ford

O Edge é um veículo imponente e luxuoso. Grade frontal cromada, faróis alongados, piscas de LEDs, escapamento duplo (também cromado), rodas de 20 polegadas e tração integral (apenas nas versões Limited, mais completas) são alguns dos recursos que fazem deste um crossover difícil de não ser notado. Motor V6 de 3,5 litros e 289 cv, transmissão automática de 6 velocidades e porta-malas generoso são outras características dignas de nota.

Mas a tecnologia computacional empregada no Edge é um dos fatores que mais chamam a atenção, com destaque para a nova versão do SYNC, um sistema desenvolvido em conjunto com a Microsoft que permite ao motorista dar comandos de voz ao veículo – inclusive em português do Brasil -, acionar o serviço de GPS e aproveitar todos os recursos de mídia oferecidos. Sim, o Edge possui um GPS integrado bastante funcional, com mapas brasileiros fornecidos pela TeleAtlas e orientação por voz. Com ele, é possível traçar rotas, encontrar áreas de interesse e até descobrir pontos a serem evitados.

Painel do Edge 2012 – Imagem por Ford

Painel do Edge 2012 – Imagem por Ford

Na parte de mídia, é possível, por exemplo, conectar um telefone celular ao carro por meio de Bluetooth para realizar chamadas, procurar um nome na agenda do aparelho ou mesmo fazer o sistema ler uma mensagem SMS que acabou de chegar. É possível contar ainda com leitor de cartões SD e duas portas USB para áudio ou vídeo, e até com rádio HD (padrão que no Brasil ainda está engatinhando, infelizmente). A propósito, o sistema de áudio do Edge tem qualidade de “home theater”, de acordo com a Ford. Pena que eu não pude testá-lo.

Há ainda outros recursos que reforçam o arsenal tecnológico do Ford Edge 2012: sensor de ponto cego (alerta o motorista quando um veículo próximo se encontra em uma posição que não pode ser visualizada), porta do bagageiro que volta a abrir quando encontra um obstáculo no fechamento, opção de uso de senha para abrir a porta do motorista, entre outros.

O SYNC faz parte do sistema MyFord Touch, que permite ao usuário utilizar botões no volante, comandos por voz ou as telas LCD sensíveis ao toque do painel frontal para ajustar a temperatura interna, calcular a velocidade média, ativar a iluminação, acionar a câmera de ré, entre outros. Veja o MyFord Touch em ação no vídeo abaixo:

Muito bacana, não? O problema é que tamanha sofisticação exige bastante do bolso: a versão de entrada, o Ford Edge 2012 SEL, custa 119,9 mil reais. Já a versão mais completa, o Edge Limited com teto solar panorâmico, tem preço de 147 mil reais. O fato de a fabricação destes modelos acontecer no Canadá contribui para estes valores, que valerão somente até 16 de dezembro de 2011: depois disso, todas as versões ficarão 5% mais caras por causa das novas alíquotas do IPI.

Para conhecer mais detalhes sobre o Edge 2012, acesse o site da Ford. Abaixo, as fotos que fiz do veículo:

www.flickr.com/photos/ealecrim/sets/72157628310612541/

Emerson Alecrim





  • Wellington da Costa Moreira

    Dirigir este carro deve ser muito prazeroso e fácil, fora a imponência e segurança sentida ao guiar esta máquina pelas caóticas ruas das cidades brasileiras. Só é caro demais, mas isso é esperado de um carro desse calibre.

  • Marcelo Donato

    Belo crossover!

    Com a chegada dos chineses as montadoras devem se renovar para não perder mercado. Não há chinês que faça um carro assim.

  • Rômulo

    Todo hightech assim só faltou ter internet 3g mas é um carrão !!

  • Não pude andar no carro (somente entrar nele), mas também fiquei com essas impressões, Wellington.

    Interessante o seu comentário, Marcelo. Durante a apresentação, a Ford disse que, de fato, os chineses (os asiáticos em geral, na verdade) estão avançando no Brasil, mas a empresa registrou crescimento em 2011, portanto, não perdeu mercado.

    Rômulo, o pessoal da Ford explicou que o Edge tem tecnologia para se conectar à internet, mas não está divulgando esta informação porque ainda não conseguiu apoio suficiente das operadoras para fazer com que o acesso à internet funcione no Brasil. Mas quem sabe em um futuro próximo, né?

    Abraços!

  • Vinicius

    É galera, na minha opnião, perto da minha antiga Freelander o Edge está muito melhor,um show de tecnologia, achei super confortável, seguro, imponente, perigoso (pois chama muita atenção, mas com a mulherada isso é bom rs) e o melhor, achei que consumiria muito combustível, mas abasteço o meu uma vez por semana com R$170,00 e ando MUITO, um belo carro, a pena é que não sicroniza todas funções com meu Android direito, até estou pensando em comprar um WindownsPhone para ver se fica mais perfeito, tomara que futuramente tenha o dito acesso a internet. Para quem gosta e tem grana aconselho, um dos melhores carros que já tive, com certeza demorarei bastante para trocá-lo.

  • Pingback: Ford terá centro de pesquisa e desenvolvimento no Vale do Silício | InfoWester Notícias()