PS3 e Zune: lançamentos que marcam o início da semana

Aconteceu no Japão o lançamento – agora vejo o quão esperado – do console PlayStation 3 (PS3). Foram colocadas à venda 80 mil unidades, todavia houve rumores de que esse total chegou a 88,4 mil. Na verdade, a Sony havia prometido uma quantidade bem maior no lançamento do aparelho, mas problemas com o abastecimento de peças na fabricação forçou a empresa a diminuir o número de unidades.

Divulgação

Em menos de 48 horas após o lançamento do PS3, nenhuma unidade estava mais disponível. Tanto é que alguns compradores estão oferecendo o console em sites de leilão àqueles que vão morrer se não tiverem um PS3 logo. Esse desespero tem um preço: nesses sites, o console está tendo uma valorização de pelo menos 50% em relação ao valor original. Aos que preferem esperar, a Sony promete fabricar 100 mil aparelhos por semana, quando as operações de sua fábrica se estabilizarem.

Hoje, a Microsoft também apresenta novidades: a companhia lança oficialmente nos EUA o seu tocador de áudio e vídeo Zune. O aparelho, que vem com a missão de desbancar o iPod, da Apple, chega ao mercado custando 249,99 dólares. Desde seu anúncio, o dispositivo vem causando algumas polêmicas, sendo a mais recente a descoberta de que a empresa de Bill Gates pagará à Universal Music – e a outras empresas do ramo – uma porcentagem sob as vendas do Zune para evitar processos judiciais. Conforme mostra esta notícia do Meio Bit, o CEO da gravadora chegou a fazer a seguinte declaração sobre o assunto:

Esses dispositivos são apenas repositórios de música roubada, e eles [os fabricantes] sabem disso. Então é hora de pagarem por isso.

Para ajudar na divulgação do Zune, a Microsoft tem tomado várias iniciativas. Uma delas é disponibilizar, gratuitamente, um conjunto de vídeos e músicas para os primeiros compradores. Além disso, alguns shows estão sendo promovidos, como os das bandas Red Hot Chili Peppers e Queens of the Stone Age. Os interessados podem acompanhar essas e outras novidades no site Zune.net.

Mesmo acabando de chegar, tanto o PS3 quanto o Zune já mostram problemas consideráveis. No caso do console da Sony, cerca de 200 jogos das versões 1 e 2 do PlayStation não executaram no PS3. Vale lembrar que compatibilidade com games das versões anteriores é uma das características do novo videogame.

No caso do Zune, os problemas (até agora descobertos) ficam por conta da instalação do software do aparelho. De acordo com o site Engadget, que mostra nesta matéria as etapas do processo, há opções que não funcionam, o programa pede muitos preenchimentos, a configuração é demorada, enfim. Talvez corrijam esses problemas com atualizações do software. Talvez não…

É claro que não veremos esses aparelhos nem tão cedo no Brasil. Na verdade, não é possível saber nem se eles serão lançados oficialmente no país, mas sabe-se que é pouco provável que isso aconteça com o PS3, já que as versões anteriores nunca chegaram por aqui, a não ser por importação (ou vias ilegais). De qualquer forma, é esperar (bastante) para ver.

Referências: BBC News, Microsoft PressPass, Bloomberg.

Emerson Alecrim





  • Squall Soad

    O mais triste é o preço do PS3 :'(