Pesquisa mostra que maioria dos usuários prefere utilizar o smartphone para mensagens

Imagem ilustrativa de smartphoneUma pesquisa realizada pela CloudTalk mostra algo que você talvez já tenha percebido no seu cotidiano, só não deu muita atenção: boa parte dos usuários prefere utilizar seu smartphone para enviar mensagens ou outras ações do tipo, deixando as chamadas telefônicas em segundo plano.

O levantamento foi feito com usuários dos Estados Unidos e mostra as cinco principais atividades realizadas a partir do smartphone:

  1. Pouco mais de 70% dos entrevistados utilizam SMS ou outro serviço de mensagens;
  2. Quase 60% utilizam o aparelho para enviar e receber e-mails;
  3. Quase 50% utilizam o smartphone para acessar redes sociais;
  4. Apenas 43% utilizam regularmente o dispositivo para falar;
  5. Quase 40% acessam a internet pelo smartphone.

O estudo também mostra que, entre os recursos mais esperados de um smartphone, estão:

  1. Capacidade de enviar mensagens;
  2. Capacidade de compartilhar conteúdo (como fotos);
  3. Acesso a serviços de mapas e endereços;
  4. Uso de voz sobre IP (como o Skype);
  5. Possibilidade de chat em grupo.

Não sei quanto a você, mas eu me encaixo no grupo que quase não usa o smartphone para falar. Eu tenho um plano de 45 minutos mensais, mas não devo ter utilizado mais do que 15 minutos no último mês. Por outro lado, não raramente ultrapasso os limites de SMS e internet que tenho no plano.

Oras, na minha humilde opinião, falar ao telefone é um saco na maioria das situações. Acho desagradável atender o celular quando estou conversando com alguém ou mesmo quando estou na rua, por exemplo, afinal, as chamadas sempre fazem você interromper o que está fazendo. Com SMS e afins, você pode esperar por um momento mais adequado para verificar a mensagem e responder. E há outras vantagens:

  • Discrição: ao utilizar mensagens, ninguém por perto saberá do que você está tratando. Não é por menos que até o Metrô de São Paulo recebe denúncias por SMS;
  • Sem enrolação: você vai direto ao ponto ao utilizar mensagens, poupando o seu tempo;
  • Consultas futuras: a não ser que você as apague, as mensagens ficam guardadas em seu aparelho, permitindo consultas futuras.

Em resumo, tal como aponta a pesquisa da CloudTalk , a explicação para esse fenômeno é a conveniência.

Mas, obviamente, isso não quer dizer que as chamadas telefônicas serão coisa do passado. Primeiro porque uma parcela considerável das pessoas tem bons motivos para preferir conversas por voz, tal como eu tenho as minhas razões para priorizar mensagens. Segundo porque há diversas situações onde chamadas telefônicas são mais apropriadas. Ouvir a voz da pessoa amada de vez em quando é uma delas, não concorda?

A verdade é que, se pensarmos bem, estamos em uma situação bastante confortável: podemos escolher a tecnologia que nos for mais conveniente para o momento. Quem, como eu, pegou a época onde os clássicos “orelhões” eram a opção de comunicação mais viável, consegue perceber bem esta vantagem Smiley piscando

Referência: CloudTalk.

Emerson Alecrim





  • Edécio

    Matéria muito interessante e, como sempre, o infowester continua ótimo. Sempre com novidades e “coisas” de T.I.

    Espero que nunca se canse de postar seus ótimos artigos, pois sempre acompanho seu site.
    Fique com Deus!

  • Obrigado, Edécio 🙂